'Fifa não manda no estádio do Corinthians', diz Gobbi

Mandatário se mostrou incomodado com as previsões acerca do futuro do Itaquerão

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Mandatário se mostrou incomodado com as previsões acerca do futuro do Itaquerão
Divulgação/Agência Corinthians
Mandatário se mostrou incomodado com as previsões acerca do futuro do Itaquerão

O presidente do Corinthians, Mário Gobbi, se mostrou incomodado nesta quinta-feira com as previsões acerta do futuro do Itaquerão, palco da Copa do Mundo em São Paulo. Ele afirmou que o estádio só deve se tornar preocupação da Fifa quando for liberado para a administração da entidade que rege o futebol mundial.

"A Fifa não manda no estádio do Corinthians. O estádio é nosso. Eles vão mandar aqui quando dermos a chave para a Fifa. Aí eles fazem o jogo que quiserem lá. Enquanto isso não acontece, o estádio é nosso, quem manda lá é o Corinthians", declarou o dirigente, ao questionar as previsões sobre o jogo de abertura da arena.

"A estreia do Itaquerão vai ser Corinthians x Corinthians [veteranos]. É uma estreia nossa, e não da Fifa. Decidimos quem joga, que horas, quando. Isso é problema do Corinthians e ninguém tem nada a ver com isso", disse Gobbi.

Passada a irritação, o presidente amenizou o tom ao reiterar que o estádio ficará pronto nos prazos definidos junto à Fifa. E que as estruturas temporárias, que ainda dão dor de cabeça ao secretário-geral Jérôme Valcke, serão pagas pelo clube. "Todo mundo pode ficar tranquilo porque será pago e vamos ter Copa lá. Só não sabemos como será pago ainda", afirmou, referindo-se à estimativa de R$ 60 milhões para bancar estas estruturas.

Gobbi revelou que recebeu as garantidas do próprio Andrés Sanchez, em reunião realizada com a diretoria de futebol nesta semana. "Ficamos sabendo dos números, como anda a obra e ficamos bem tranquilos com o andamento", declarou o dirigente. Ex-presidente corintiano, Sanchez é o responsável destacado pelo clube para tratar do estádio.

Leia tudo sobre: esportemario gobbipresidentecorinthiansfutebolitaquerao