Prefeitura abre licitação para instalação de 200 relógios digitais

Empresa que vencer a licitação terá exclusividade na exploração publicitária dos equipamentos; contrato de 25 anos e investimento será de R$ 40 milhões

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento (SMDE) iniciou nesse quinta-feira (27) a concorrência para a criação, confecção, instalação e manutenção de 200 relógios eletrônicos digitais, com marcação de hora e temperatura na capital. A abertura do processo licitatório foi publicado do Diário Oficial do Município (DOM) desta quinta.

A empresa que vencer a licitação terá exclusividade na exploração publicitária dos equipamentos. O contrato terá duração de 25 anos e o investimento será de R$ 40 milhões.

O edital poderá ser consultado pelo site da prefeitura (www.pbh.gov.br) das 0h00 desta quinta-feira até as 24h00 do dia 10 de abril deste ano. Informações e sugestões podem ser enviadas pelo e-mail smde@pbh.gov.br, na sede da SMDE na venida Álvares Cabral, 200, 11 andar, no centro, ou pelo telefone 3246-0029.

Relembre o caso

Inoperantes desde o início de março, todos os 350 aparelhos eletrônicos deverão ser retirados em até 60 dias pela empresa responsável por sua manutenção, cujo contrato de concessão com a prefeitura se encerrou em março do ano passado.

Os atuais aparelhos serão substituídos por novos relógios, com materiais mais resistentes, e a quantidade cairá para 200. O objetivo é diminuir a poluição visual. A previsão da Secretaria Municipal de Desenvolvimento, no entanto, é de que eles sejam instalados somente no segundo semestre deste ano.

O desligamento dos relógios foi consequência de uma briga judicial entre a empresa que perdeu a última licitação, realizada em setembro de 2012, e a prefeitura. Como a atual empresa, a Cemusa, já havia ficado responsável pelos aparelhos durante dez anos – desde março de 2003 –, a renovação do contrato foi questionada. Além de retirar os aparelhos, a Cemusa terá de reformar as calçadas e entregá-las à prefeitura no estado original. 

Leia tudo sobre: relógios digitaisconcorrêncialicitaçãoCopa