Cerca de 57 mil servidores da edução deverão fazer concurso público

Segundo secretária de Educação de Minas, situação previdenciária dos profissionais será analisadas para saber quais já podem se aposentar

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Sindiute, O Sind-UTE acusa Antonio Anastasia e Aécio Neves de terem sido desleais com a categoria
samuel aguiar - 27.9.2011
Sindiute, O Sind-UTE acusa Antonio Anastasia e Aécio Neves de terem sido desleais com a categoria

Pelo menos 57 mil servidores da educação deverão fazer concurso público no Estado. A  informação foi divulgada durante uma coletiva de imprensa com a secretária de Educação de Minas Gerais, Ana Lúcia Gazzola. O pronunciamento aconteceu após a Lei Complementar 100, que efetivou, em 2007, cerca de 96 mil servidores do Estado sem concurso público, ser considerada, por unanimidade, inconstitucional.

De acordo com dados do governo, os servidores voltarão a ser designados. Ainda conforme dados apresentados pela secretaria, dos 88 mil servidores nomeados, aproximadamente 11 mil já fizeram concurso público. Já outros 15 mil se aposentaram ou estão em processo para conseguir o benefício. Outros 4 mil também irão se aposentar, mas ainda não foram comunicados.

Ainda segundo Ana Lúcia, o governo vai levantar a situação previdenciária de todos os servidores. Além disso, um novo concurso será realizado. No entanto, a data não foi estipulada. Quem não passar nas provas poderá continuar como designado.

A princípio, o Estado não confirmou nenhuma exoneração.

Leia tudo sobre: designados minas gerais