Fluminense e Vasco prometem ir ao ataque no clássico

Com melhor campanha na fase de classificação, o Tricolor das Laranjeiras conquistou a vantagem de poder empatar duas vezes para ficar com vaga na final

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Em um duelo de artilheiros, Fluminense e Vasco se enfrentam, nesta quinta-feira, às 21 horas, no Maracanã, pela semifinal do Campeonato Carioca. Ambos os times vão a campo com formações ousadas ofensivamente, prometendo um duelo aberto no primeiro jogo do confronto - a decisão da vaga será no domingo, no mesmo local.

O Vasco tem o artilheiro da competição: Edmílson. E o técnico Adilson Batista promete jogar com três homens de frente, escalando também Everton Costa e Reginaldo. Do outro lado, o Fluminense conta com a dupla formada por Fred e Walter, dois dos principais atacantes do Brasil na atualidade.

Por ter feito melhor campanha na fase de classificação do campeonato, o Fluminense conquistou a vantagem de poder empatar duas vezes com o Vasco para ficar com a vaga na final.

Mesmo com essa vantagem, o técnico Renato Gaúcho promete colocar em campo o que considera "a formação mais ofensiva do Brasil". Com três volantes marcando (Valencia, Diguinho e Jean) para que o meia argentino Conca crie as jogadas e Walter e Fred se preocupem só em atacar. "Alguns times usam três atacantes, mas que ajudam na marcação, ninguém joga com dois atacantes sem marcar. Por um lado é bom e por outro é um risco muito grande", explicou o comandante do Fluminense.

O Vasco, por sua vez, também deve ir a campo com um esquema bastante ofensivo. Precisando reverter a vantagem do adversário, Adilson Batista indicou que vai escalar o time com três atacantes: Everton Costa, Reginaldo e Edmilson. O objetivo é pressionar o rival no seu campo de defesa.

"A marcação começa no ataque, até para não sobrecarregar o meio-campo e a zaga. Vamos tentar fazer o que o Adilson está pedindo para não facilitar a saída de bola", revelou Edmílson, que já marcou 10 gols no Campeonato Carioca.

Leia tudo sobre: fluminensevascosemifinaiscampeonato carioca