Vélez vence, se classifica e Atlético-PR se complica no grupo 1

Equipe paranaense estacionou nos nove pontos e corre o risco de ser alcançada pelo The Strongest, que joga nesta quinta-feira

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O Vélez Sarsfield venceu o Atlético-PR por 3 a 1, na noite desta quarta-feira, no Estádio Durival de Brito, em Curitiba, assumiu a liderança isolada do Grupo 1 da Copa Libertadores, com 12 pontos ganhos, e assegurou vaga nas oitavas de final da competição. Já a equipe paranaense estacionou nos nove pontos e corre o risco de ser alcançada pelo The Strongest, que nesta quinta encara o eliminado Universitario, no Peru, no complemento desta penúltima rodada da chave.

Com a derrota, o Atlético-PR espera que o The Strongest, que tem seis pontos, no máximo empate com o time peruano, pois na rodada final deste Grupo 1 terá pela frente justamente a equipe boliviana, na altitude de La Paz, no dia 8 de abril, quando o Vélez jogará em casa contra o Universitario apenas para confirmar o topo isolado da chave.

No jogo desta quarta, o Vélez conseguiu sair na frente no placar já aos 6 minutos do primeiro tempo, quando Allione foi lançado na direita, nas costas da zaga, ajeitou e, na cara do goleiro Weverton, chutou cruzado para fazer 1 a 0.

Em desvantagem, o Atlético começou a pressionar e desperdiçou ótimas chances de empatar o jogo na primeira etapa. Primeiro com Bruno Mendes de cabeça, aos 18 minutos, depois com Mirabaje, aos 20, e de novo com Bruno Mendes, aos 27. Nesta última oportunidade, o goleiro Sosa fez lambança na área ao tentar fintar Ederson após bola recuada, perder a bola e ver a mesma sobrar para Bruno Mendes, com o gol aberto, chutar fraco e acertar o pé da trave.

Na defesa, porém, o Atlético seguia dando espaços e nesta altura do confronto já atuava sem o zagueiro Manoel, que se lesionou e deu lugar a Dráusio. E, aos 40, Pratto quase ampliou para o Vélez ao passar por dois defensores e chutar em cima de Weverton e depois chutar para fora no rebote.

Na etapa final, conforme esperado, o time da casa foi para cima e logo conseguiu o empate. Aos 8 minutos, Mirabaje cobrou falta da direita e Dráusio recebeu no segundo pau, nas costas da zaga, e cabeceou para as redes. E, já no minuto seguinte, o Atlético quase virou com Marcelo, que substituíra Bruno Mendes e, após receber livre na cara de Sosa, chutou forte para ótima defesa do goleiro.

E, se vacilava no ataque, o time paranaense seguia vulnerável atrás. E, em nova cochilada da zaga, Pratto recebeu no lado direito da área e bateu de primeira para a bola pingar e entrar no canto direito de Weverton.

O mesmo Pratto quase ampliou para 3 a 1 aos 22 minutos, em chute de fora da área, enquanto o Atlético continuava infeliz nas finalizações ou parando no ótimo Sosa. Na melhor chance de empatar o jogo, aos 29, Marcelo escorou de cabeça para Ederson, na marca do pênalti, chutar e Sosa fazer grande defesa. No rebote, Douglas Coutinho bateu de primeira e acertou a trave.

Sem força ofensiva e apenas atuando na base do abafa, o Atlético acabou levando o terceiro gol aos 47 minutos. Em rápido contra-ataque, Canteros invadiu pelo meio com violência de fora da área e acertou o ângulo direito de Weverton: 3 a 1.

GRUPO 6 - Em outro jogo disputado na noite desta quarta-feira, o Newell's Old Boys venceu o Nacional por 4 a 2, de virada, em Montevidéu, e assumiu a liderança do Grupo 6 da Copa Libertadores, com oito pontos, mesma pontuação do Grêmio, que tem um jogo a menos e voltará a atuar na próxima quarta, contra o Atlético Nacional, em Medellín, na Colômbia, no complemento da quinta rodada da chave.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-PR 1 x 3 VÉLEZ SARSFIELD

ATLÉTICO-PR - Weverton; Sueliton, Manoel (Dráusio), Cleberson e Natanael; João Paulo, Paulinho Dias, Marías Mirabaje (Felipe) e Douglas Coutinho; Bruno Mendes (Marcelo) e Ederson. Técnico: Miguel Ángel Portugal.

VÉLEZ SARSFIELD - Sebastián Sosa; Fabián Cubero, Sebastián Domínguez, Tobio e Emiliano Papa; Lucas Romero, Agustín Allione, Ariel Cabral (Canteros) e Desábato; Jorge Correa (Facundo Cardozo) e Lucas Pratto. Técnico: José Flores.

ÁRBITRO - Wilmar Roldán (Fifa/Colômbia).

GOLS - Allione, aos 6 minutos do primeiro tempo; Dráusio, aos 8, Pratto, aos 14, e Canteros, aos 47 minutos do segundo.

CARTÕES AMARELOS - João Paulo e Ederson (Atlético-PR); Sebastián Sosa e Desábato (Vélez Sarsfield).

PÚBLICO E RENDA - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Durival de Brito, em Curitiba (PR).

Leia tudo sobre: velez sarsfieldatletico-prLibertadoresrodadagrupo 1