Estatal cria comissão interna

iG Minas Gerais |

Indignada. Graça Foster disse que não pode “não saber algo sobre Pasadena” a essa altura dos fatos
Wilson Dias/ABr - 14.5.2013
Indignada. Graça Foster disse que não pode “não saber algo sobre Pasadena” a essa altura dos fatos

Brasília. A presidente da Petrobras, Graça Foster, afirmou que a estatal criou na última segunda-feira uma comissão interna para apurar a operação de compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, que envolve a presidente Dilma Rousseff.

Segundo Graça, a comissão vai apurar toda a operação e não somente a questão da suposta omissão de informações de um diretor ao Conselho de Administração da estatal. A afirmação foi feita em entrevista ao jornal “O Globo” publicada ontem.

Pasadena já suscitava suspeitas de superfaturamento com relação aos valores pagos pela Petrobras no negócio, fechado em 2006. Na semana passada, para justificar seu voto favorável à compra quando era presidente do Conselho de Administração, em 2006, a presidente Dilma Rousseff afirmou que baseou sua decisão em um “parecer falho”, produzido pelo então diretor da área internacional da Petrobras, Nestor Cerveró.

Graça revelou que havia, na época da aquisição, um comitê de proprietários de Pasadena no qual o ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa era representante da Petrobras.

Irritada, Graça reclamou que desconhecia a existência do comitê. Após processo arbitral da estatal brasileira com os sócios belgas na refinaria, em 2008, o comitê deixou de existir.

Graça também mostrou indignação com a possibilidade não saber tudo que deveria sobre Pasadena: “Eu não posso não saber de alguma coisa neste momento em relação à Pasadena. Eu não aceito. E daí vem minha indignação”, afirmou, na entrevista ao jornal “O Globo”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave