Site mostra mais de 10 mil documentos americanos sobre a ditadura

Parceria entre universidade americana e brasileira possibilitou pesquisa nos acervos oficiais do governo dos EUA; papeis são inéditos

iG Minas Gerais | Da redação |

Uma parceria entre as universidades Brown, dos Estados Unidos, e a Estadual de Maringá, do Paraná, possibilitou a criação de um projeto inédito no país. O 'Opening the Archives' (abrindo os arquivos) irá publicar documentos inéditos do período entre 1963 e 1977, que revelam oficialmente a atuação do governo americano nos bastidores do golpe militar de 1964 e durante a ditadura.

O site passa a ser acessível nesta quarta-feira (26) e já conta com mais de 2 mil documentos - outros 8 mil ainda serão digitalizados e publicados. Antes da iniciativa, os papeis só podiam ser acessados nos Arquivos Nacionais dos EUA, localizados em Washington.

A expectativa dos criadores é que os documentos fiquem totalmente disponíveis até 10 de abril. Nesta data, a universidade Brown irá lançar oficialmente a iniciativa, além de realizar um simpósio sobre a ditadura militar brasileira.

Para que projeto fosse realizado, 12 pesquisadores americanos e brasileiros passaram mais de 90 dias na capital americana. Segundo os idealizadores, o investimento das duas universidades foi de US$ 75 mil dólares (cerca de R$ 245 mil).

O endereço é http://library.brown.edu/openingthearchives

Leia tudo sobre: documentossiteaberturaparceriauniversidadeditaduramilitaresatuação