Djokovic bate Murray e avança à semifinal em Miami

Cabeça de chave número 2 avançou ao vencer o escocês Andy Murray por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Djoko sonha com mais um título nesta temporada
ELISE AMENDOLA/ASSOCIATED PRESS
Djoko sonha com mais um título nesta temporada

Campeão em Indian Wells há menos de duas semanas, Novak Djokovic se garantiu nesta quarta-feira na semifinal do Masters 1000 de Miami. Cabeça de chave número 2 da competição norte-americana, o tenista sérvio avançou na chave ao vencer o escocês Andy Murray, e atual campeão, por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3.

Desta forma, Djokovic já espera por um possível e provável reencontro com o suíço Roger Federer nas semifinais. Em boa fase o suíço defenderá o seu favoritismo diante do japonês Kei Nishikori, ainda nesta quarta. Se avançar, reeditará a final de Indian Wells, na qual foi derrotado pelo sérvio.

O reencontro de Djokovic e Murray, após a decisão de Wimbledon do ano passado, foi marcado pela superioridade mental do sérvio e pelas oscilações do campeão do Grand Slam britânico. Murray começou melhor o confronto e teve as primeiras chances de quebra do jogo. No entanto, hesitou nos pontos decisivos e desperdiçou as oportunidades.

Após perder chances seguidas, Murray acumulou erros seguidos no game seguinte e ficou irritado com uma marcação equivocada da arbitragem. O juiz de cadeira ignorou uma "invasão" de quadra de Djokovic, que acertou a bolinha colado à rede quando sua raquete já estava do outro lado.

Nervoso, Murray reclamou com a arbitragem, após o replay mostrar o erro no telão da quadra, se descontrolou e acabou perdendo o game. Djokovic, que não admitiu a irregularidade, fechou o primeiro set ao vencer este game.

Mesmo abalado, o escocês não desanimou no segundo set e faturou a primeira quebra sobre Djokovic no quinto game. No entanto, voltou a vacilar e sofreu a quebra em seguida com uma dupla falta. Mais consistente, o sérvio voltou a se impor no serviço do britânico e fechou o jogo após 1h30min de duelo.

Leia tudo sobre: tenisesportedjokovicsemifinalmiamimurray