Governo paga viagem, e jornalistas estrangeiros são assaltados no Rio

Grupo andava pela orla da praia de Copacabana quando foi abordada por assaltantes; viagem foi custeada pela Embratur para melhorar imagem do país

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Um jornalista inglês teve a viagem custeada pelo governo brasileiro para escrever sobre três cidades sede da Copa do Mundo. Inicialmente, o objetivo dos governantes era que a reportagem melhorasse a imagem do país, mas, ironicamente, o que aconteceu foi exatamente o contrário, já que Ian Herbert, do jornal 'The Independent', acabou sendo abordado em uma tentativa de assalto no Rio de Janeiro.

Apesar do susto, Herbert afirma que não teve objetos roubados. Ele caminhava com outras quatro pessoas pela orla da praia de Copacabana quando "meia dúzia de jovens se materializaram do nada, exigindo relógios e dinheiro e empunhando armas", escreveu. O crime ocorreu às duas horas da manhã.

Em entrevista ao portal 'UOL', Herbert afirma que a chegada de outro casal ao local acabou assustando e dispersando os assaltantes. "A rua estava deserta. Sem que percebêssemos, um grupo de jovens nos abordou, já pedindo dinheiro e celulares. Houve uma discussão, começamos a gritar e chamar a atenção. Quando eu já estava tirando o meu relógio, um casal se aproximou também aos gritos, e os ladrões saíram correndo com medo" disse o jornalista.

O título da matéria do jornalista do 'The Independent' foi "É caos no Brasil - mas não entre em pânico". Segundo a Embratur, outros cinco profissionais foram convidados pelo governo para realizar atividade parecida. O valor gasto para custear as viagens ainda não foi revelado. 

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave