Vettel e Missy Franklin levam o Laureus de atleta do ano

O Brasil teve quatro indicados, mas deixou o evento sem receber nenhum prêmio

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O Prêmio Laureus, realizado nesta quarta-feira, em Kuala Lumpur, consagrou o histórico 2013 do piloto de Fórmula 1 Sebastian Vettel e da nadadora Missy Franklin. Eles foram eleitos os melhores atletas do ano na premiação conhecida como o "Oscar do Esporte". O Brasil, que teve quatro indicados, deixou o evento sem nenhum prêmio.

O alemão Vettel conquistou no ano passado o seu quarto título mundial na Fórmula 1 com um desempenho impressionante, em que venceu 13 das 19 etapas do campeonato, incluindo as últimas nove corridas. Assim, superou fortes adversários no Laureus. "Esse é um dos prêmios mais importantes que já recebi", disse Vettel, que neste fim de semana disputa o GP da Malásia, a segunda etapa da temporada 2014.

Na disputa, o alemão tinha como concorrentes o jamaicano Usain Bolt e o britânico Mo Farah, ambos competidores no atletismo, o jogador de basquete LeBron James, o tenista espanhol Rafael Nadal e o jogador de futebol português Cristiano Ronaldo.

A norte-americana Missy Franklin foi eleita a melhor atleta do ano após se tornar a primeira mulher a conquistar seis medalhas de ouro em uma edição do Mundial de Esportes Aquáticos - no ano passado, ela ganhou três provas individuais e três de revezamento em Barcelona. A nadadora, de 18 anos, recebeu o prêmio das mãos do ex-nadador norte-americano Mark Spitz e se tornou a mais jovem a ganhar o Oscar do Esporte.

"Oh, meu Deus, eu não sei o que estou fazendo aqui", afirmou Missy Franklin, que concorria com a goleira alemã Nadine Angerer, a velocista jamaicana Shelly-Ann Fraser-Pryce, a saltadora com vara russa Yelena Isinbayeva, a esquiadora eslovena Tina Maze e a tenista norte-americana Serena Williams.

Já os brasileiros que concorreram ao prêmio não tiveram êxito. Na disputa de melhor equipe do ano, a seleção brasileira, indicada após vencer a Copa das Confederações no ano passado, foi superada pelo Bayern de Munique. O time teve uma temporada perfeita, em que conquistou os títulos da Liga dos Campeões da Europa, do Campeonato Alemão e da Copa da Alemanha, além de ter fechado 2013 sendo campeão do Mundial de Clubes.

O Bayern e a seleção brasileira tinham como concorrentes o time de rúgbi da Nova Zelândia, os tenistas norte-americanos Bob e Mike Bryan, que formam a dupla número 1 do mundo, o Miami Heat, bicampeão da NBA e a Red Bull, que venceu o Mundial de Construtores e o de Pilotos, com Vettel, da Fórmula 1 no ano passado.

Indicado ao prêmio de melhor retorno de 2013 após participar da conquista da Copa Libertadores pelo Atlético, Ronaldinho Gaúcho também não foi premiado. O vencedor foi o tenista espanhol Rafael Nadal, que voltou de um período de sete meses de afastamento do tênis e foi campeão de Roland Garros, do US Open e de cinco Masters 1000, reassumindo a liderança do ranking da ATP no ano passado. Seus outros concorrentes eram Isinbayeva, a equipe de iatismo Oracle, o jogador de basquete Tony Parker, da França, e o golfista Tiger Woods, dos Estados Unidos.

Em disputa que envolvia a surfista Maya Gabeira e o skatista Bob Burnquist, ambos foram superados pelo ciclista britânico de BMX Jamie Bestwick, escolhido o melhor atleta de esportes radicais.

Campeão da temporada 2013 da MotoGP, com apenas 20 anos, o espanhol Marc Márquez foi eleito a revelação do ano. Já a esquiadora francesa Marie Bocet foi premiada como a melhor atleta com deficiência do ano passado.

Inicialmente, a entrega do Prêmio Laureus ocorreria no Rio, como aconteceu em 2013, mas o governo estadual e a academia acabaram rompendo o acordo do evento, que acabou tendo a sua realização transferida para Kuala Lumpur.

Leia tudo sobre: vettelrecebepremiolaureus