Donizete esbanja esperança para voltar a ser titular na Libertadores

Volante substituiu Pierre contra o América e deve seguir como titular, já que Josué também se lesionou. Mas vontade de Donizete é a Libertadores

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

Volante atleticano sofreu a lesão durante um
BRUNO CANTINI/ATLÉTICO
Volante atleticano sofreu a lesão durante um "bobinho" no gramado central da Cidade do Galo

O jogador que melhor exerce o papel de 'carregador de piano' dentro do elenco do Atlético ainda não é titular do time na temporada. E isso vem tirando a paciência de boa parte da torcida alvinegra, que não cansa de entoar o coro de “Donizete” nos confrontos em que o volante aparece no banco de reservas do Galo no Independência Mas essa história está começando a mudar. Nas vezes em que começou jogando no Campeonato Mineiro, Leandro Donizete mostrou a qualidade que a Massa conhece, chegando bem ao ataque e exercendo forte marcação. Com as lesões de Josué e Pierre, aumentam as chances de ele ser ser titular no domingo, contra o América, pela partida de volta da semifinal do Mineiro e, quem sabe, no duelo do dia 3 de abril, ante o Santa Fe, pela Copa Libertadores. Aliás, o volante está com saudade de atuar como titular na principal competição sul-americana de clubes. A última vez que isso ocorreu foi no dia 30 de maio, no empate em 1 a 1 com o Tijuana, pelas quartas de final do torneio de 2013. Depois disso, ficou de fora das semifinais e da decisão do ano passado. Na edição 2014, não atuou na primeira rodada, diante do Zamora e entrou durante as três partidas seguintes. “É diferente entrar no decorrer do jogo. Você dá um pique e já está cansado. O pessoal está a 100 km por hora e você a 10 km por hora. Estou esperando essa oportunidade. Tomara que ela venha em breve para fazer grandes jogos”, declarou o atleta. Infelizmente, as lesões prejudicaram Donizete durante a maior parte do segundo semestre de 2013 e janeiro desse ano. Agora, longe de problemas de ordem médica, se diz preparado para qualquer tipo de desafio e premiar a Massa com grandes exibições. “As lesões fazem parte. Infelizmente, no ano passado passei por isso. Quem está de fora precisa estar preparado, como eu, o Rosinei, o Soutto, que está voltando, todo mundo. É chato quando as lesões aparecem, mas todos tem que estar preparados”, ressaltou. E junto com o desejo de voltar a ser titular, está a saudade de balançar as redes. “Estou fazer gol. A última vez foi na semifinal do Mineiro do ano passado (contra o Tombense, em 27 de abril). Estou chegando ali na frente para chutar a gol”, destacou.

Leia tudo sobre: leandro donizetelibertadoresesperançavontadetitularidadetitularpierrejosue