CB 500X 2014

Honda fecha o trio de modelos na plataforma 500 cc; as 500R e 500F foram as primeiras a chegar

iG Minas Gerais |

Novo maxi scooter T-Max 530 da Yamaha chegou ao Brasil por R$ 42.500
Yamaha/divulgação
Novo maxi scooter T-Max 530 da Yamaha chegou ao Brasil por R$ 42.500

Demorou, mas as montadoras de motos também aderiram ao sistema otimizado de produção (economia na montagem) que, nos carros, há anos, é prioridade. Numa plataforma são montados diversos modelos, modificando-se apenas as roupagens, a ciclística com suspensão e rodas diferentes. Assim aconteceu com a linha CB 500, que dispõe de três modelos, dois já apresentados: CB 500F pelada, CBR 500R esportiva e, agora, a CB 500X com inclinação estética para todo terreno com suspensão alongada, uma moto aventureira. A CB 500X tem desenho de muito bom gosto que agrada na primeira olhada. Moderno, e arrojado. O bico sob o bloco de iluminação frontal implementa o visual robusto e agressivo do modelo que parece moto maior. Dois cilindros Com a mesma plataforma, a CB 500X tem, naturalmente, o mesmo motor das suas irmãs recém-lançadas. O propulsor é moderno com dois cilindros gêmeos (paralelos), de 471 cc, refrigeração líquida e comando DOHC de quatro válvulas por cilindro. As suspensões alongadas são de monoamortecedor na traseira e telescópica na frente. O modelo tem freio integral a disco com sistema antitravamento ABS opcional. Uma grande bolha, à frente do moderno painel, protege o piloto, aumentando o conforto nas pilotagens longas. A CB 500X começa a ser montada em Manaus e chegas às lojas em abril. O novo modelo será comercializado nas cores vermelha e cinza (metálicas), com preço público sugerido em SP de R$ 23.500 e R$ 25 mil (ABS).

Ficha Técnica: CB 500X

Motor: 2 cilindros em linha, 471 cv, DOHC, 8 válvulas e refrigeração líquida Potência: 50,4 cv a 8.500 rpm Câmbio: 6 marchas Suspensão alta: (D) monoamortecida (T) telescópica Freios : (D) disco (T) disco ABS opcional Pneus: (D) 120/70 R17 (T) 160/60 R17 Peso cheio: 195 kg Altura: 1,29 m Tanque: 17,3 litros Preço SP: R$ 22,500 e R$ 25 mil com ABS

Motonotícia

* O Fórum dos Motociclistas da BHTrans recebeu na semana passada sugestão de criação de estacionamento rotativo de moto de placa vermelha (motoboys legalizados). A BHTrans se dispôs a estudar. Na Carga e Descarga é legal parar, contudo, em BH, os espaços são insuficientes. Mas, usando a criatividade, para as motos, cria-se muito espaço de estacionamento normal e de motofrete. É só a prefeitura trabalhar com vontade de fazer. Espaço há. * Moto com farolete quebrado e apagado, além do farol apagado, é muito comum em BH, alertou por e-mail o motofretista Fernando Aguiar. É verdade. Fora a multa, o pior é a insegurança, sem a luz de freio, que adverte o motorista de trás de que você está diminuindo ou parando. Já o farol é obrigado a ficar acesso para alertar o condutor à frente da sua presença. Se a moto é frágil, não devemos potencializar o perigo. Confira luzes, pneus, freios, cabos e todas as condições do veículo que te leva e traz todo dia. * Finalmente o esperado Maxi scooter T-Max 530 chega às lojas da Yamaha com preço sugerido de R$ 42.500, valor competitivo, se comparado com outros modelos. Com visual impactante que tende para a esportividade, é líder de vendas e ganhador de prêmios na Europa. O ABS é de série e o moderno motor surpreende na aceleração com seus 530 cc. Pilotando não se percebe diferença de performance entre os concorrentes de 650. As cores são a preta e a branca. Mais informações na Moto Roma – Yamaha: (31) 3508-6300. * O 1º Encontro de Motociclistas Jequitibá, de 11 a 13 de abril, será palco de grande show de rock com entrada franca e camping 0800 perto da lagoa. A Banda NAH está confirmada com outras de renome no circuito mineiro. A Studio Motors – Kawasaki vai aproveitar o evento para apresentar sua custom VN 900 e modelos da linha 2014. O Jacaré vai conferir.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave