Estudante é hostilizada por usar roupa justa em universidade no Egito

A moça, que usava uma blusa rosa, tentou se afastar enquanto era verbalmente agredida por estudantes

iG Minas Gerais | Da redação |

Estudantes da Universidade do Cairo tentaram arrancar as roupas de uma mulher loira enquanto ela andava pelo campus onde estuda, causando revolta na população.

A moça, que usava uma blusa rosa e calça justa, tentou se proteger enquanto era verbalmente agredida por estudantes, parte deles do curso de direito.

De acordo com o reitor da universidade, Gaber Nassar, a estudante entrou no campus vestindo uma capa e logo a tirou, o que iniciou os ataques. Ele descreveu as roupas da universitária como "fora do convencional", mas admitiu que a atitude da estudante não justifica o que aconteceu.

Em sua conta no Twitter, Nassar afirmou que não acredita que a jovem tenha sido a culpada pelo incidente e reforçou que os responsáveis pelo assédio serão severamente punidos. 

O vídeo que registra as agressões sofridas pela jovem se espalhou pela internet e causou indignação entre grupos que defendem os direitos das mulheres.

O caso lembra o da estudante Geisy Arruda, que em 2009 foi hostilizada por alunos da faculdade Uniban, em São Paulo, por usar um vestido curto, também rosa-choque.

Leia tudo sobre: cairoegitoestudantehostilizadaroupas