Bayern de Munique fatura o Alemão com sete rodadas de antecedência

Taça já é a terceira oficial de Pep Guardiola, que chegou no início da temporada à Allianz Arena; equipe não sabe o que é perder há 53 jogos

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O Campeonato Alemão já tem o seu campeão. Com incríveis sete rodadas de antecedência, o Bayern de Munique conquistou, nesta terça-feira, o bicampeonato da competição. Em Berlim, venceu o Hertha por 2 a 1 e abriu 25 pontos de vantagem sobre o Borussia Dortmund. O time amarelo, aliás, empatou em 0 a 0 no clássico contra Schalke 04 e só esse resultado, independente da vitória do Bayern, já daria o título ao time da Baviera. Nunca o Alemão teve um campeão tão cedo.

A taça já é a terceira oficial de Pep Guardiola, que chegou no início da temporada à Allianz Arena. Em agosto, ele venceu a Supercopa da Europa, superando o Chelsea nos pênaltis. Depois, em dezembro, ganhou o Mundial de Clubes, no Marrocos, passando pelo local Raja Casablanca na final. O aproveitamento só não é 100% porque, na estreia oficial do treinador, o Bayern perdeu a Supercopa da Alemanha para o Borussia Dortmund, por 4 a 2.

De qualquer forma, a equipe segue podendo conquistar mais uma vez a tríplice coroa. Na Copa da Alemanha, o Bayern ostenta campanha de quatro vitórias em quatro jogos (16 gols feitos e um sofrido) e faz semifinal contra o Kaiserslautern, daqui a três semanas. Na outra chave estão Borussia Dortmund e Wolfsburg.

Já na Liga dos Campeões o próximo desafio da equipe é pelas quartas de final, diante do Manchester United, com ida na Inglaterra na próxima terça-feira e volta, na Alemanha, dia 9. O Bayern tem campanha de seis vitórias, um empate e uma derrota (para o Manchester City). Fez 20 gols e sofreu seis.

No Alemão, o título veio de forma invicta. Em 27 rodadas, foram 25 vitórias e apenas dois empates. Os comandados de Guardiola já fizeram 79 gols e só levaram 13. Só o Freiburg, na quarta rodada e Bayer Leverkusen, na oitava, roubaram pontos. Os dois jogos, nas casas dos adversários, terminaram em 1 a 1.

Para chegar ao bicampeonato, além de trocar de técnico - saiu o aposentado Jupp Heynckes e entrou Guardiola -, o Bayern se reforçou com Thiago Alcântara (ex-Barcelona) e Mario Götze (ex-Borussia Dortmund). Por outro lado, saíram Luiz Gustavo (foi para o Wolfsburg), Mario Gomez (para a Fiorentina) e Tymoshchuk (para o Zenit), mas as ausências não foram sequer sentidas. Para o ano que vem, Lewandowski já está acertado.

JOGO DO TÍTULO - O Bayern entrou em campo nesta terça-feira, no Estádio Olímpico de Berlim, dependendo só de si para assegurar matematicamente o título. Em menos de cinco minutos, abriu o placar, com Toni Kroos. Aos 14, Mario Götze ampliou e praticamente selou a taça.

No segundo tempo, porém, Rafinha cometeu pênalti que o colombiano Adrian Ramos não desperdiçou. O Bayern não queria deixar má impressão nos momentos que antecederiam o título e fechou o placar com Ribéry. O francês saiu do banco para receber de Götze e bater de cavadinha, tirando do goleiro, aos 34.

OUTROS JOGOS - Também nesta terça-feira, o Borussia Dortmund deu ainda maior razão ao título do Bayern ao empatar sem gols com o Schalke, em casa. Assim, foi a 52 pontos, contra 51 do rival, terceiro colocado.

O Wolfsburg se igualou ao Bayer Leverkusen no quarto lugar, com 44 pontos, ao ganhar do Werder Bremen por 2 a 1, fora de casa. Já o lanterna Eintracht Braunschweiger fez 3 a 1 no Mainz. Com 21 pontos, ainda é o último. O Mainz estaciona no sétimo lugar, com 41.