Ary Graça teria recebido meio milhão por encontro com membros da FIVB

Em 2012, dirigente estava na presidência da CBV e recebeu dinheiro da própria entidade para realizar congresso em sua própria casa

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

No encontro, Ary Graça anunciou que seria necessário ter honestidade e
Luiz Pires/Vipcomm
No encontro, Ary Graça anunciou que seria necessário ter honestidade e "transparência"

Após as denúncias dos contratos milionários fraudulentos feitos pela CBV, a entidade continua a ser investigada. Segundo a série de reportagens “Dossiê Vôlei”, da ESPN Brasil, a confederação teria bancado um encontro entre Ary Graça, à época presidente da CBV, com membros do colégio eleitoral da Federação Internacional de Vôlei (FIVB), em 2012. Os valores teriam chegado a R$ 5.174.986,50.

O destino de tanto dinheiro teria sido para o congresso promovido na própria casa de Ary Graça, no condomínio Portobello, com os presidentes das confederações internacionais. O contrato entrou em vigor a partir de quatro de dezembro e terminou após o evento (16 de dezembro), e estaria assinado pela CBV e a S4 Gestão de Negócios, mesma empresa que recebeu R$ 10 milhões em comissão de comissão por negociação feita diretamente entre a entidade e o Banco do Brasil.

Ainda na nota da ESPN, a CBV afirma desconhecer o pagamento e diz que recursos “devem ser investidos no voleibol brasileiro”. “A atual gestão da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) desconhece, até este momento, qualquer envolvimento financeiro da entidade na campanha do ex-presidente Ary Graça. Reforça ainda que acredita que todos os recursos da CBV devem ser investidos no voleibol brasileiro”, explicou.

Leia tudo sobre: ary graçacongressocbvfivbdossiê vôleis4 gestão de negócios