Aos 106 anos, Atlético luta pelo bi da Libertadores com clima sereno

Galo faz aniversário nesta terça-feira sem festa oficial e com futebol que vai amadurecendo ao longo dos jogos. Classificação na Liberta se aproxima

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Título da Libertadores valorizou a marca do Atlético
RODRIGO LIMA/O TEMPO
Título da Libertadores valorizou a marca do Atlético
O Atlético comemora 106 anos de fundação nesta terça-feira e sem muito alarde. Se em anos anteriores houve comemorações por parte da diretoria, neste ano só a torcida será responsável por lembrar da data especial para os alvinegros. É no clima de tranquilidade, sem oba-oba, que o Galo trabalha para fazer mais um ano especial e ir atrás do bicampeonato da Libertadores. No seu aniversário, o Atlético, por meio de seu site oficial, divulgou uma nota lembrando dos 106 anos e destacando que a celebração vem no auge do clube. "O Clube Atlético Mineiro comemora o seu aniversário de 106 anos no momento mais especial de sua história, como campeão da Copa Libertadores da América", diz trecho da nota no site do Galo. Dentro de campo, o ambiente também é de tranquilidade. Longe de ter um futebol avassalador como no primeiro semestre do ano passado, os comandados de Paulo Autuori cumprem a missão da fase de grupos da Libertadores com a liderança de seu grupo.  A classificação pode ser consumada diante do Independiente Sante Fe-COL, na próxima semana, em Bogotá. O Galo ainda tem chances de ser o melhor colocado geral e, assim como na temporada passada, definir no Horto suas partidas de mata-mata. Apesar da tranquilidade dentro e fora de campo, a semana especial do Atlético pode ter novidades. A principal delas é uma nova reunião entre Alexandre Kalil e Luis Adams, advogado-geral da União, para  liberação dos 54 milhões de reais referentes à venda de Bernard. Kalil, inclusive, também sopra velas hoje, completando 55 anos de idade. Este ano será o seu último à frente do Galo, como presidente.

Leia tudo sobre: atleticoaniversario