Festa vira encontro de pré-candidatos

iG Minas Gerais |

Henrique Eduardo Alves avalia que faltou habilidade do governo
GUSTAVO LIMA
Henrique Eduardo Alves avalia que faltou habilidade do governo

Brasília. Uma festa de 15 anos em Salvador, na noite do último sábado, virou um inusitado palco de confraternização entre a ala rebelde do PMDB e os candidatos da oposição à Presidência, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB).

Os dois prestigiaram o aniversário de Marianna, filha mais velha do pré-candidato do PMDB ao governo da Bahia, Geddel Vieira Lima. Enquanto os adolescentes dançavam na pista, os políticos concentravam-se em discutir a crise na Petrobras e comemorar possíveis danos à imagem de Dilma Rousseff.

“A orelha da presidente pode ter ardido, mas não por minha culpa. Estava lá como anfitrião e tive que receber muitos convidados’, disse Geddel.

Pivô da rebelião contra o governo no Congresso, o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), também compareceu à festa. Ele voou do Rio a Salvador para participar do aniversário.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave