Ucrânia quer resolução da ONU contra secessão da Crimeia

\Projeto nunca menciona a Rússia pelo nome, mas exorta todos os países a não reconhecer "qualquer alteração do status" da região

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Ucrânia espera que a Assembleia-geral das Nações Unidas (ONU) aprove uma resolução no final desta semana reafirmando a unidade e integridade territorial do país e apontando que o referendo na Crimeia, que levou a península a se separar da Ucrânia e ser anexada pela Rússia, "não tem validade".

O projeto de resolução, divulgado nesta segunda-feira (24) aos 193 membros da assembleia e obtido pela Associated Press, nunca menciona a Rússia pelo nome, mas exorta todos os países a não reconhecer "qualquer alteração do status" da Crimeia.

A proposta também pede a todas as partes que imediatamente busquem uma solução pacífica para a situação na Ucrânia e exerçam a prudência.

A resolução deve ser votada na reunião de quinta-feira da Assembleia-geral. Ao contrário do Conselho de Segurança, onde a Rússia vetou qualquer ação sobre a Ucrânia, a Assembleia-geral não tem vetos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave