Rebeldes sírios capturam cidade próxima à Turquia

Os combatentes de uma série de grupos armados da oposição assumiram o controle da cidade de Kassab no domingo (23)

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A guerra civil na Síria deixou mais de 36 mil mortos
Associated Press
A guerra civil na Síria deixou mais de 36 mil mortos

Rebeldes extremistas islâmicos assumiram o controle de uma pequena cidade no noroeste da Síria, perto da fronteira com a Turquia, como parte de uma ofensiva na região que é o berço político do presidente Bashar Assad, informaram ativistas nesta segunda-feira (24).

Os combatentes de uma série de grupos armados da oposição assumiram o controle da cidade de Kassab no domingo. Os rebeldes incluindo militantes do Nusra Front, filiado à Al-Qaeda, também tomaram o controle de uma fronteira próxima à Turquia.

O avanço, embora menor em termos de território, é um impulso para os rebeldes, que sofreram uma série de derrotas no campo de batalha nas últimas semanas. Forças leais a Assad capturaram várias cidades próximas à fronteira da Síria com o Líbano, como parte de uma campanha para cortar as linhas de abastecimento dos oposicionistas.

Os rebeldes lançaram sua ofensiva na sexta-feira na província de Latakia, berço da família de Assad e um reduto da sua minoria Alauita, um ramo xiita que é um dos principais pilares do seu governo. A partir de então, a luta concentrou-se em torno de Kassab e das fronteiras próximas.

O diretor do Observatório Sírio-Britânico para Direitos Humanos, Rami Abdurrahman, disse que os rebeldes estavam no controle do centro de Kassab na segunda-feira, mas que os confrontos ocorreram nas colinas fora da cidade. O ativista informou ainda que aviões do governo bombardearam a região. Não havia informações sobre feridos ou mortos.

A Turquia, país-membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), é um dos principais apoiadores da oposição contra Assad. O governo de Ancara permite que os rebeldes usem o território turco como base de apoio logístico. Fonte: Associated Press.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave