PM morre durante perseguição e outro é ferido no Rio

Perseguição começou quando o GAT que passava perto da Estrada General Canrobert da Costa, desconfiou de dois homens em uma moto; dupla conseguiu fugir

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O sargento PM Maurício Pedro da Silva morreu após levar levou um tiro no peito no sábado, 22, durante perseguição a suspeitos em Magalhães Bastos, zona oeste do Rio.

Ele foi levado para o Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo, zona oeste, mas não resistiu aos ferimentos.

A perseguição começou quando o Grupamento de Ações Táticas (GAT) que passava perto da Estrada General Canrobert da Costa, desconfiou de dois homens em uma moto. Os policiais tentaram abordá-los, mas a dupla conseguiu fugir.

Na troca de tiros, o sargento foi atingido em um dos acessos da favela Curral das Éguas, em Realengo. O subtenente foi sepultado no domingo no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, zona norte.

O subtenente PM Gerson Siqueira Bastos, de 52 anos, ficou gravemente ferido anteontem, após uma tentativa de assalto em Barros Filho, zona norte.

Lotado no 4º Batalhão de Polícia Militar, em São Cristóvão, o policial, que estava de folga, levou um tiro na barriga quando passava de carro pelo bairro acompanhado da mulher.

Leia tudo sobre: troca de tirosviolênciapoliciamortosferidos