Restos de boeing desaparecido são encontrados no oceano Índico

Parentes dos ocupantes do voo MH 370 da Malaysia Airlines foram convocados para uma reunião extraordinária com autoridades da Malásia ainda nesta segunda-feira

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Em nota divulgada na manhã desta segunda-feira (24), a compahia aérea Malaysia Airlines afirmou que a aeronave 777 que desapareceu no dia 8 de março caiu e não restou nenhum sobrevivente.

"Lamentamos profundamente dizer que temos de assumir, além de toda dúvida, que o MH370 sumiu e que nenhum daqueles a bordo sobreviveu. Temos de aceitar que todas as evidências sugerem que o avião caiu no sul do oceano Índico", diz a nota.

Parentes dos 239 passageiros ocupantes do voo MH 370 da Malaysia Airlines foram convocados para uma reunião extraordinária com autoridades da Malásia ainda nesta segunda-feira.

Segundo a rede de TV SkyNews, eles receberam a opção de serem transportados em voos fretados para a Austrália.

Najib Razak, o premiê malaio, convocou também uma entrevista coletiva extra, após a reunião com os familiares. A expectativa é de um anúncio importante relacionado ao desaparecimento do avião ou às buscas recentes.

Nas últimas semanas de procura pela aeronave desaparecida, as buscas se concentraram numa região

Desde a semana passada, as buscas pela aeronave vinham se concentrando numa região a 2.500 km da costa sudoeste da Austrália, onde pedaços que seriam do avião foram localizados.

De acordo com um avião chinês e navios da Austrália encontraram novos objetos no sul do oceano índico que indicavam ser da aeronave desaparecida.  

Leia tudo sobre: acidentedesastreaeronaveMalaysiaBoeing