Após tropeço na Libertadores, Marcelo Oliveira valoriza vitória

Treinador considerou resultado positivo 'necessário' neste domingo para a sequência de competições do time

iG Minas Gerais | Da Redação |

Treinador que o Cruzeiro entre os quatro primeiros antes da parada do Campeonato Brasileiro
Washington Alves/VIPCOMM
Treinador que o Cruzeiro entre os quatro primeiros antes da parada do Campeonato Brasileiro

A vitória sobre o Boa Esporte pelas semifinais do Campeonato Mineiro foi tida como fundamental pelo técnico Marcelo Oliveira. E o treinador justificou a importância do placar deste domingo, em Varginha, por causa do resultado da última quinta-feira, no empate contra o Defensor-URU, em pleno Mineirão, pela Copa Libertadores da América. 

"Em relação ao jogo, a vitória foi importante sob dois aspectos. O primeiro é no sentido de classificação, uma vitória fora de casa. E era necessário ganhar hoje. A gente vem de um empate amargo. Tivemos um volume de jogo no primeiro tempo, com bola na trave e muitas chances. Esse tipo de jogo, com uma equipe bem armada que é o Boa Esporte, que dificultou nossas ações, mas o primeiro tempo foi muito bom. Quando sai o gol cedo, as coisas facilitam, porque o adversário também tem que sair. Ainda vão jogar no Mineirão. Quando não sai, o jogo fica arrastado. Os jogadores que entraram foram bem. A vitória foi fundamental. A gente vai seguir melhorando, fortalecendo", disse Marcelo Oliveira. 

O comandante cruzeirense também elogiou a postura da equipe da casa no primeiro duelo por uma vaga na decisão do Estadual. 

"As pessoas que estão no futebol sabem que não tem jogo fácil. Todas as equipes tem uma formação tática, isso está globalizado. Este tipo de jogo fica fácil quando a gente faz o gol no início. Mas o importante foi ganhar e ter um espírito diferente de luta, competição, que vamos ter nos outros jogos", declarou o treinador. 

Sobre a sequência do time, com o jogo de volta pelas semifinais do Campeonato Mineiro e o duelo com a Universidad de Chile, Marcelo acredita que o grupo segue firme na disputa. 

"Não há como se abater no futebol. Você tem que absorver as situações, as adversidades, como foi o último jogo. Tínhamos 2 a 0, o adversário mudou tudo. Temos que nos voltar para o Mineiro, no mata a mata, nos fortalecer para, na outra quinta-feira, buscar a vitória que é o que nos interessa", concluiu.