Reservas do São Paulo batem o Botafogo por 2 a 0

Em jogo morno, equipe são-paulina não encontrou dificuldades para vencer adversário deste domingo

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Em Ribeirão, 'Expressinho' derruba invencibilidade do Botafogo-SP
Facebook São Paulo Futebol Clube/Divulgação
Em Ribeirão, 'Expressinho' derruba invencibilidade do Botafogo-SP

Com ambas as equipes já classificadas para as quartas de final do Campeonato Paulista, o que se viu na tarde deste domingo no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, foi um jogo morno. Melhores em campo, os reservas do São Paulo venceram o Botafogo por 2 a 0 em partida válida pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista. Com a derrota, os donos da casa também perderam a invencibilidade como mandantes no Estadual.

Da disputa, o técnico Muricy Ramalho sai com dois nomes em destaque: Ademilson e Lucas Evangelista. Não apenas por serem os autores dos gols da vitória, mas pelo conjunto da atuação em campo. Ambos, mas em especial Ademilson, que já foi titular por um tempo, estiveram presentes nos lances importantes do São Paulo e deram a devida assistência em algumas das jogadas decisivas.

A partida também foi marcada por homenagens a ex-jogadores. Os são-paulinos entraram em campo com uma braçadeira em memória a Bellini, um dos ícones do clube e capitão do Brasil na conquista da Copa de 1958, sepultado no último sábado. Já Raí, que começou a carreira no Botafogo e se destacou no time da capital e também já defendeu o time de Ribeirão Preto, deu o pontapé inicial da disputa.

O São Paulo terminou o Paulistão em primeiro lugar no Grupo A, com 27 pontos, e enfrentará o Penapolense nas quartas de final. O Botafogo fechou a competição também na ponta do Grupo B, com 28 pontos. As quartas de final do Estadual ainda não foram totalmente definidas, mas estão previstas para acontecer nesta quarta-feira na tabela do site oficial da Federação Paulista, que anunciará todas as datas e horários da próxima fase nesta segunda-feira.

O jogo 

A partida começou bem morna, como era de se esperar. Ambos os times trocavam passes no meio de campo e chegavam pouco à área adversária. O São Paulo, entretanto, parecia melhor. Aos 11 minutos, Ademilson aproveitou-se de atrapalhada de Rafael Caldeira e chutou cruzado, quase abrindo o marcador no Estádio Santa Cruz.

Cinco minutos depois, foi a vez de Lucas Silva, em cobrança de falta, cabecear por cima do gol de Renan. Outra chance assim só voltaria a aparecer aos 25 minutos, quando Wellington, brigando com Ewandro, tentou driblar o goleiro, mas chutou para fora.

Se não se concretizaram, os quase gols ao menos deram confiança ao São Paulo, que se soltou mais em campo e acabou indo para os vestiários recompensados. Aos 42 minutos, Lucas Evangelista subiu mais que todo mundo e cabeceou forte para as redes. Renan chegou a ir na bola, mas não conseguiu evitar o gol.

No início do segundo tempo, o Botafogo mostrou disposição para reverter a desvantagem no placar. Logo aos dois minutos, em disputa na área, Camilo fez boa cabeceada e exigiu esforço do goleiro Denis. Só que o embalo levou um tranco aos 16 minutos. Após boa jogada de Luis Ricardo, Ademilson recebeu pela direita e disparou a bomba. Renan espalmou, e a bola voltou para Ademilson, que saiu driblando todo mundo para chutar forte novamente e, desta vez, marcar.

O jogador, aliás, por pouco não marcou o seu segundo gol na partida. Aos 27 minutos, Boschilia cruzou da esquerda e Ademilson estufou as redes. Mas a arbitragem marcou impedimento. Sem grandes lances, os jogadores do Botafogo apenas se seguraram na defesa, e a partida caminhou com a vitória do São Paulo até o final.

Ficha Técnica

Botafogo/SP 0 X 2 São Paulo

BOTAFOGO - Renan; Alex Silva, Rafael Caldeira (Camilo), Henrique Matos e Augusto Ramos; Carlos Henrique, Diogo, Léo (Felipe) e Vitor (Sérgio Mota); Afonso e Borebi. Técnico: Wagner Lopes.

SÃO PAULO - Denis; Paulo Miranda, Lucas Silva e Edson Silva; Luis Ricardo (Cañete); Wellington, João Schmidt, Lucas Evangelista e Reinaldo; Ademilson e Ewandro (Boschilia). Técnico: Muricy Ramalho.

Gols - Lucas Evangelista, aos 42 minutos do primeiro tempo; Ademilson, aos 16 minutos do segundo.

Árbitro - Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP).

Cartões Amarelos - Alex Silva, Diogo e Augusto Ramos (Botafogo-SP); Paulo Miranda e Lucas Evangelista (São Paulo).

Renda e Público - Não disponíveis.

Local - Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave