Vasco marca aos 6 segundos, vence, mas fica em 3º

Mesmo derrotando o Duque de Caxias por 4 a 0, equipe não conseguiu terminar em segundo lugar na fase de classificação do campeonato carioca

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Em tarde de homenagens ao ídolo Bellini, Vasco goleia Duque de Caxias por 4 a 0
Facebook Vasco da Gama/divulgação
Em tarde de homenagens ao ídolo Bellini, Vasco goleia Duque de Caxias por 4 a 0

O Vasco derrotou o Duque de Caxias por 4 a 0 neste domingo à tarde, em São Januário, mas, mesmo assim, não conseguiu o seu objetivo: o de terminar em segundo lugar na fase de classificação do Campeonato Carioca. O time ficou em terceiro e perdeu a vantagem de dois empates nos confrontos com o Fluminense - o primeiro jogo já será disputado no meio de semana. O resultado rebaixou o Duque para a segunda divisão.

Com ritmo forte, o Vasco fez um gol relâmpago, logo aos seis segundos de jogo. Foi numa troca de passes bastante rápida e finalizada por Reginaldo. Na comemoração, os jogadores levantaram as mãos como se estivessem erguendo uma taça. Era uma homenagem ao zagueiro Bellini, que atuou pelo clube e se consagrou com o gesto quando do primeiro título mundial da seleção brasileira, em 1958. Bellini morreu na quinta-feira.

O segundo gol, antes da metade do primeiro tempo, deu mais tranquilidade ainda ao time e levou os adversários ao desespero. Para tentar fugir da queda, o Duque de Caxias precisava vencer e torcer por outros resultados. O Vasco torcia por um tropeço do Fluminense, que venceu o Volta Redonda em Macaé.

No segundo tempo, o time do técnico Adilson Batista continuou melhor e chegou com facilidade ao terceiro gol, num chute bonito de Edmílson. Depois, o atacante fez mais um e se isolou na artilharia do Carioca, agora com 10 gols

Ficha Técnica:

Vasco 4 X 0 Duque de Caxias

Vasco da Gama - Martin Silva; André Rocha, Luan, Rodrigo e Marlon; Aranda, Fellipe Bastos e Douglas (Dakson); Reginaldo (Montoya), Edmílson e Everton Costa (Bernardo). Técnico - Adilson Batista.

Duque de Caxias - Andrade; Bruno Neves (Nélio), Gutti, Alan Henrique e Alan Pires; André Gomes, Lenon (Arzayus), Sampson, Juninho e Washington; e Alex Terra (Nathan). Técnico - Mário Júnior.

Gols - Reginaldo, aos 6 segundos, e Everton Costa, aos 14 minutos do primeiro tempo. Edmílson, aos 7 e aos 37 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Philip Georg Bennet.

Cartão amarelo - Marlon, Washington.

Renda e público - não disponíveis.

Local - Estádio de São Januário, no Rio (RJ).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave