Praia mira em chance inédita

Partida será a primeira de uma série de três pelas quartas de final do campeonato

iG Minas Gerais | Débora Ferreira |

Esperança. Banana Boat-Praia Clube perdeu o último jogo contra o Sesi, mas time está motivado para conquistar vaga nas semifinais
Fotógrafo: Alexandre Arruda/CBV
Esperança. Banana Boat-Praia Clube perdeu o último jogo contra o Sesi, mas time está motivado para conquistar vaga nas semifinais

Com campanhas semelhantes na Superliga feminina, Banana Boat-Praia Clube e Sesi-SP fazem neste domingo um dos duelos mais equilibrados dos play-offs. Como as paulistas ficaram em posição melhor na classificação, apesar das mesmas 17 vitórias, o primeiro jogo será na Vila Leopoldina, às 11h.

Sonhando com a classificação inédita para as semifinais da competição, as uberlandenses acreditam que têm plenas condições de bater as adversárias e evitar que se repita o placar da edição passada, em que o grupo paulista levou a melhor por 2 a 1. Ainda nesta temporada, o mesmo confronto marcou a eliminação das mineiras da Copa Brasil.

“Apesar de jogar na casa do Sesi, estamos confiantes para essa primeira partida da série. Conhecemos bastante a equipe delas e estudamos as jogadas do Sesi-SP a semana inteira. Treinamos muito bem e precisamos colocar tudo em prática neste domingo”, disse a ponteira Michelle, que defendeu o grupo adversário na temporada 2011/2012.

A equipe do Triângulo Mineiro entra em quadra mais uma vez sem a cubana Herrera. Nessa semana, o técnico Spencer Lee esclareceu que a atleta voltou a sentir dores, está em observação, mas pode jogar no segundo ou terceiro confrontos das quartas.

Mas, se depender da vontade do time do Sesi, os planos do treinador uberlandense podem ser adiados. Isso porque o clube paulista não pretende levar a decisão a um terceiro jogo, especialmente para evitar um desgaste que times como o Molico-Nestlé-SP e o Vôlei Amil-SP não devem sofrer.

“O jogo é bem complicado e equilibrado e estamos preparadas para três confrontos. Mas na nossa cabeça, a intenção é terminar em dois, pois ganhamos tempo para uma preparação melhor para a fase seguinte e para recuperar todo mundo”, explicou a líbero do time paulista Suelen.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave