Dilma e Aécio “dão trato” no visual e vão manter penteados

Cabeleireiro da presidente revela que tom mais claro nos fios não era a preferência da petista

iG Minas Gerais | Lucas Pavanelli |

Há algum tempo, as campanhas eleitorais deixaram de ser uma mistura de programa de governo, discursos e disputa de votos nas ruas. Com sua crescente profissionalização, os políticos têm dado, cada vez mais, espaço em suas agendas para alterações estéticas: mudanças no corte de cabelo, uma pequena cirurgia para corrigir problemas na pele ou nos dentes. No caso dos presidenciáveis Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), as alterações no visual vêm sendo feitas ao longo dos últimos anos. E os profissionais que “fazem a cabeça” do tucano e da petista garantem: nada de mudanças radicais nos cabelos para a disputa.

O tucano, mirando a maior exposição com a corrida eleitoral deste ano, já passou por aplicações de botox e uma pequena cirurgia para retirar bolsas embaixo dos olhos – que davam a impressão de cansaço. Aécio também fez transplante de fios de cabelo e adotou um corte mais curto.

Seu cabeleireiro em Belo Horizonte, Thidy Lopes, diz que o senador segue a tendência. “Não vou fazer cabelo de playboy, né? Tenho que acompanhar o tempo”, diz. Ele garante que Aécio aceita seus palpites, já que a “relação de confiança” dos dois vai completar 25 anos, mas garante que, para a campanha deste ano, não fará mudanças bruscas. “Em time que está ganhando não se mexe. Ele tem que seguir essa linha mais séria”, opina.

Dilma também não deve passar por nenhuma alteração radical. Há quatro anos ela optou por um processo de mudança no visual por conta da campanha eleitoral, com mudança no corte e no penteado dos cabelos, adotou lentes de contato e fez até um “lifting”.

A presidente também tem um cabeleireiro de confiança, Celso Kamura, apresentado pela ministra da Cultura, Marta Suplicy. “A mudança do corte de cabelo veio com a mudança do visual em março de 2010, a pedido de João Santana, responsável pelo marketing da campanha da candidata na época. Eu já conhecia o João, da época em que a Marta concorreu à Prefeitura de São Paulo”.

Segundo Kamura, a opção por cabelos mais claros, agora defendida por Dilma, teve que ser introduzida por ele aos poucos. “Os cabelos eram para ser mais claros desde a época da Campanha, mas Dilma não gostava, então deixamos para fazer aos poucos”, revela.

Segundo Celso Kamura, o corte não sai por menos de R$ 3.000 para as celebridades que são suas clientes, mas o “japonês” garante que faz um desconto especial para a presidente. Já Aécio paga R$ 50 para que Thidy vá à sua casa aparar suas madeixas.

A rivalidade entre a petista e o tucano na corrida eleitoral deste ano já virou fofoca de salão. Thidy não gostou de um comentário de Kamura em uma revista. “Ele disse que o cabelo do Aécio era mau cortado. Poxa, ele é profissional. Para mim, cabelo é conceito. Eu tenho um conceito de corte, ele tem outro. Aécio prefere o meu. Acho que, na verdade, ele está querendo cortar o cabelo do próximo presidente”, brinca o cabeleireiro. Em entrevista a O TEMPO, Kamura disse que aceitaria “dar uma melhorada” no visual de Aécio.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave