Como nos velhos tempos

No humorístico “Tá no Ar”, da Globo, Georgiana Góes quer restabelecer vínculo com a televisão brasileira

iG Minas Gerais | caroline borges |

Visibilidade. Atriz acredita que está no ar na televisão pode acarretar em mais oportunidades
Luiza Dantas/CZN
Visibilidade. Atriz acredita que está no ar na televisão pode acarretar em mais oportunidades

Georgiana Góes está redescobrindo a televisão depois de participar do remake de “Saramandaia”. No elenco do “Tá no Ar”, novo programa de humor da Globo com estreia prevista para abril, a atriz decidiu voltar a estabelecer o diálogo sólido que teve com o veículo até o fim dos anos 1990. Após o repentino sucesso da série “Confissões de Adolescente”, de 1994, ela manteve seu foco em diversas montagens teatrais, limitando-se a poucas participações na televisão. “Gosto da versatilidade dentro da profissão. Mas sei que é bom estar no ar pela visibilidade que a televisão promove para o ator. Aparecem muito mais oportunidades no teatro, por exemplo”, explica.

A produção semanal, que será exibida às quintas-feiras logo após a exibição de “A Grande Família”, trará esquetes sobre os mais diversos formatos que fizeram história na televisão. A ideia é fazer piada com tipos caricatos da TV, mas sem parodiar diretamente os artistas envolvidos nestas produções. Ao lado de mais dez atores, Georgiana interpretará uma apresentadora, uma âncora, uma atriz, uma garota-propaganda e uma integrante de um reality show, entre outros. “Serão vários personagens diferentes em um curto período. Será um grande aprendizado sobre versatilidade, especialmente. É uma técnica que faço há bastante tempo em minha carreira no teatro”, afirma ela, que atualmente está em cartaz com a peça “Sonhos de Um Sedutor”, de Woody Allen, na qual vive oito papéis. “Já estou praticando”, completa, aos risos.

O convite para o programa veio através de Marcius Melhem, que também é responsável pelo roteiro ao lado de Marcelo Adnet. Quase 17 anos depois de seu primeiro encontro com Maurício Farias, a atriz tem, enfim, a possibilidade de trabalhar com o diretor na televisão novamente.

Em 1997, os dois estiveram juntos em “O Amor Está no Ar”. “Há anos ensaiamos trabalhar juntos. Mas nossos projetos nunca combinavam com o cronograma. Quando o Marcius me ligou, aceitei sem nem saber o que faria”, afirma.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave