PM ocupa favelas para chegada da Força Nacional

Presença maior é reação policial à série de ataques coordenados às UPPs

iG Minas Gerais |

Zona Norte. Polícia no morro do Chapadão, onde traficantes teriam se reunido para planejar ataques
ALEXANDRE VIEIRA
Zona Norte. Polícia no morro do Chapadão, onde traficantes teriam se reunido para planejar ataques

Rio de Janeiro. Após a série de ataques coordenados contra as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), a Polícia Militar do Rio de Janeiro iniciou uma ocupação em favelas cariocas que ainda não possuem essas unidades. O objetivo das ações, de caráter contínuo, é preparar as regiões para a entrada de tropas federais, conforme acordo entre o governador Sérgio Cabral (PMDB) e a presidente Dilma Rousseff, selado anteontem em Brasília.

A principal operação foi no complexo da Maré (zona Norte), onde ao menos 120 homens do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) entraram na madrugada deste sábado para apreender armas e drogas em Nova Holanda e Parque União. Segundo informações da Polícia Federal, traficantes do Comando Vermelho e do Primeiro Comando da Capital (PCC) reúnem-se toda semana nas duas favelas.

Estratégia. O governo do Rio deve propor amanhã – quando chegam à cidade o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) e o chefe de Estado Maior das Forças Armadas, general José Carlos de Nardi – que as tropas federais ocupem o complexo da Maré. A área ainda não tem UPP e é considerada estratégica por estar junto às linhas Amarela e Vermelha e à avenida Brasil, principais acessos ao centro do Rio. “Até o momento fizemos algumas apreensões e prisões, o clima da ocupação é tranquilo”, disse o coronel Olaviano, comandante do Bope, que estava na Maré.

Ação. Segundo a PM, toda a tropa está de prontidão, com folgas cortadas. A tropa paraquedista, usada nas ocupações, está reunida na base para eventual atuação. Até o início da tarde de ontem, dois supostos traficantes foram mortos na favela Para Pedro (zona Norte), em confronto com a PM.

Foram apreendidos 7 kg de maconha, três de cocaína, dois fuzis, uma pistola, uma granada e uma metralhadora. PMs da UPP Mandela apreenderam um tonel com 50 l de gasolina que, segundo eles, poderiam ser usados para fazer coquetéis Molotov.

Outra ação aconteceu no morro do Juramento (zona Norte), ocupado por PMs de três batalhões desde a noite de sexta. Eles devem permanecer no local por tempo indeterminado. Ainda na madrugada desete sábado, o Batalhão de Choque realizou uma operação no morro do Chapadão, em Costa Barros (zona Norte), onde traficantes teriam se reunido no Carnaval para planejar os novos ataques a UPPs.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave