“Nunca faltei com o respeito”

iG Minas Gerais |

Mea culpa. 
Eduardo Campos disse não desrespeitar Dilma, mas manteve as críticas em  sua gestão
ROOSEWELT PINHEIRO ABr
Mea culpa. Eduardo Campos disse não desrespeitar Dilma, mas manteve as críticas em sua gestão

Recife. Apesar da sequência de críticas que tem feito nominalmente à presidente Dilma Rousseff desde a semana passada, o pré-candidato ao Planalto e governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), disse ontem nunca ter faltado com respeito à petista.

Em mais um dia de compromissos oficiais pelo interior antes de deixar o comando do Estado, no próximo 4 de abril, Campos voltou a atacar Dilma, mas, desta vez, fez a ressalva.

“Em hora nenhuma faltamos com respeito à presidenta nem como pessoa nem como a nossa presidenta da República. Agora, nós temos uma constatação que o Brasil tem: ela foi eleita para melhorar o Brasil e o Brasil não tem melhorado. O Brasil parou de melhorar sob o comando dela”, afirmou em entrevista em Petrolina.

Nesta sexta, ao defender que o país “precisa ser debatido com política com ‘p’ maiúsculo”, Campos fez nova ameaça. “O Brasil precisa ser pensado numa outra dimensão. Ou a gente pensa assim ou a nossa geração, a geração dos nossos filhos, vai pagar um preço caro, mas muito caro’, disse o governador.

Apesar de aparecer em terceiro lugar na pesquisa Ibope divulgada na quinta-feira, Campos adotou tom de “já ganhou” ao ser questionado pelo levantamento. ‘Eu estou completamente tranquilo. Eu sei aonde vai dar essa nossa luta, sei o que a gente vai enfrentar até o dia da eleição, mas também sei que nós vamos vencer as eleições”, afirmou o governador. O presidenciável disse que a pesquisa mostra também que um elevado percentual de entrevistados pede mudança na condução do país.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave