Portal contém apelo eleitoral

Site mantido pelo governo do Estado elenca os programas do Executivo na gestão de Anastasia

iG Minas Gerais | Raquel Gondim |

Divulgação. Governo não informou quanto sai dos cofres públicos para bancar portal que traz iniciativas da gestão tucana em Minas
Reprodução internet
Divulgação. Governo não informou quanto sai dos cofres públicos para bancar portal que traz iniciativas da gestão tucana em Minas

Na mesma semana em que o governador de Minas, Antonio Anastasia (PSDB), anunciou que deixará o cargo no dia 4 de abril para inicialmente se dedicar à campanha presidencial do senador Aécio Neves (PSDB), o Executivo colocou no ar um site que enaltece os feitos dos tucanos à frente do Estado. O próprio governo confirmou a responsabilidade pelos custos do portal Minas Presta Contas, apesar do claro apelo eleitoral do site. O valor do investimento não foi divulgado.

Será a primeira vez em 12 anos que um tucano não estará no comando do Palácio Tiradentes. Com a saída de Anastasia, o posto será assumido pelo vice-governador, Alberto Pinto Coelho, que é do PP.

De acordo com nota divulgada pela assessoria de comunicação do Executivo, “a informação sobre o custo do site ainda não está disponível”.

“Para atender à Lei de Acesso à Informação, o governo de Minas está fazendo a classificação de informações relativas a campanhas publicitárias. Essa classificação vai definir quais informações devem ser divulgadas e quais deverão ser mantidas em sigilo por tempo determinado pela lei”.

O Minas Presta Contas destaca programas implantados no Estado pelos tucanos e seus resultados nos últimos anos. Entram na lista iniciativas como o Mães de Minas, o Proacesso e o Caminho de Minas.

O presidente do PSDB em Minas Gerais, o deputado federal Marcus Pestana, confirmou que o site será uma importante ferramenta neste ano para as candidaturas tucanas. Além de Aécio, que estará na disputa pela Presidência da República, e de Pimenta da Veiga, ao Palácio Tiradentes, Anastasia deverá disputar uma cadeira no Senado.

“Informação é tudo em uma campanha. É essencial que o eleitor tenha acesso aos dados para cristalizar seu voto. Esse tipo de ferramenta pode facilitar a escolha da população”, disse ele sobre o Minas Presta Contas. Ainda conforme Pestana, esses dados, quando abertos à sociedade, representam um diferencial para os envolvidos. “Ainda mais no momento atual do Brasil, de crise de credibilidade. É preciso se diferenciar, e o que diferencia não é a retórica, são os resultados produzidos”, destacou.

Propaganda. Além do Minas Presta Contas do governo estadual, a Juventude do PSDB Nacional lançou, na quinta-feira, o Calendário de Escândalos. O portal separa por datas o que chama de escândalos do governo Dilma Rousseff, que são divididos em três temas: “sujeira embaixo do tapete”, “brinquei de governar” e “gastos excessivos e vaias”.

Apesar do tom eleitoreiro das duas iniciativas, o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) não confirmou se os dois portais podem ser enquadrados como propaganda antecipada.

De acordo com a assessoria de imprensa do tribunal, esse tipo de classificação poderia antecipar possíveis decisões futuras do TRE-MG, caso os adversários do PSDB questionem as ações do partido na Justiça.

Rádio

Spots. O governo está divulgando o site Minas Presta Contas em spots em rádios. Os spots dizem: “Continuar e fazer sempre mais. Esse é o compromisso do Governo de Minas”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave