Erotismo dá o tom de novo título com histórias curtas

A escritora Malluh Praxedes lança o livro “Dona de Mim,”, hoje, na livraria Asa de Papel

iG Minas Gerais | Carlos Andrei Siquara |

Autora.  Em novo livro, Malluh Praxedes apresenta pequenos contos que refletem sobre os desejos
Otavio Bretas
Autora. Em novo livro, Malluh Praxedes apresenta pequenos contos que refletem sobre os desejos

Ao comentar sobre seu novo livro “Dona de Mim,”, que será lançado hoje na livraria Asa de Papel, Malluh Praxedes cita o título de um filme de Luis Buñuel (1900-1983), “Esse Obscuro Objeto do Desejo” para ilustrar a relação dos textos com a temática erótica ali evidente.

“Eu entendo que uma coisa está muito ligada à outra. O erotismo vem acompanhado desse sentimento que uma pessoa pode ter por outra e que é bastante permeado por sonhos e fantasias. É um pouco em busca disso que a gente está quando deseja alguém. A vida é feita dessas sensações e expectativas”, divaga Praxedes.

Em 27 contos curtos e um poema reunidos no seu novo título, a autora apresenta situações narradas em primeira pessoa. O estilo utilizado por ela aproxima a obra do tom confessional dos diários íntimos. Para Praxedes, esse é um reflexo de sua trajetória na escrita desde quando começou publicando poesias.

“Eu sempre escrevi em primeira pessoa. Comecei assim, com a poesia, e quando me aventurei nos contos eu utilizei esse mesmo recurso, que dá a impressão de se ter ali uma intimidade revelada”, observa ela. Essa escolha, no entanto, de acordo com a escritora, não projeta uma relação direta entre os escritos e a sua própria vida.

“Eu já escrevi dessa forma expressando as ideias de um personagem masculino. Também já narrei dessa maneira como um criança e como uma mãe, o que eu não sou. Para mim isso funciona muito como uma espécie de exercício do olhar, se colocando na pele do outro”, acrescenta a escritora.

A afinidade com a estrutura dos diários, por sua vez, tem a ver com um hábito pessoal antigo. “Eu mantenho diários há muito anos, e às vezes eu me pego escrevendo sobre coisas que observo diariamente. Gosto muito de prestar atenção em tudo. Se estou, por exemplo, numa exposição vendo um trabalho e percebo um olhar diferente de outra pessoa para o mesmo, eu começo a enxergar a obra de outra maneira”, diz Praxedes.

“Dona de Mim,” também mescla texto e imagem com desenhos de Fernando Fiuza, artista que morreu em 2009. Segundo a autora, essa é uma homenagem ao trabalho dele e à parceria que tinham no passado. “Quando concluí o livro, procurei a viúva dele que me mostrou um precioso acervo de imagens. Aqui tem criações inéditas e algumas raramente vistas”, diz.

Agenda

O quê. Lançamento de “Dona de Mim”, de Malluh Praxedes

Quando. Hoje, às 10h

Onde. Livraria Asa de Papel (rua Piauí, 631, Sta. Efigênia)

Quanto. Entrada franca

Saiba mais

“Dona de Mim,” (ed. Asa de Papel, 72 págs, R$35) é o 15º livro de Malluh Praxedes e o seu sétimo de contos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave