Educação faz novo protesto por melhorias para a categoria

Após assembleia geral, servidores se manifestaram na prefeitura

iG Minas Gerais | José Augusto |

Servidores percorreram ruas do centro de Betim em protesto na manhã de ontem
Nelson Batista
Servidores percorreram ruas do centro de Betim em protesto na manhã de ontem

Os servidores municipais da educação de Betim, na região metropolitana, realizaram mais um protesto na manhã de ontem em repúdio à falta de negociação com a prefeitura em relação às reivindicações da categoria.

Após a realização de uma assembleia geral, que, de acordo com o sindicato, contou com mais de 400 servidores, os manifestantes foram em passeata para a sede da prefeitura com faixas, e cartazes e apitos e percorreram o Centro Administrativo.

Na assembleia, os trabalhadores aprovaram um calendário de manifestações que se iniciará na próxima quinta-feira, 25. “Aprovamos esse calendário mais agressivo porque não estamos tendo retorno nenhum à nossa pauta. Vamos iniciar só na próxima quinta porque temos que notificar a prefeitura com 72 horas de antecedência. Por isso, notificamos hoje (ontem) a administração municipal”, explicou a diretora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE), Denise Romano.

Ações

A assembleia aprovou a redução de módulo no ensino fundamental nos próximos dias 27, 28, 31 de março e 1º de abril. Já as atividades da educação infantil serão totalmente paralisadas nos dias 27 de março, 1º e 2 de abril.

“No dia 1º de abril, vamos fazer um ato público na praça Tiradentes, no centro, porque no ano passado o prefeito assinou o acordo de alguns pontos da campanha salarial, mas não cumpriu. Também serão feitas panfletagens nos bairros explicando aos moradores o porquê do nosso movimento”, completou.

Ainda de acordo com a sindicalista, desde o dia 10 de fevereiro, data em que foi protocolada a pauta de reivindicações da categoria, a prefeitura não deu nenhuma resposta. “É lamentável uma situação dessas”, enfatizou Denise.

As principais reivindicações da categoria são um reajuste salarial de 34%, o que inclui o aumento do piso nacional dos profissionais, de 8,32%, mais a reposição das perdas inflacionárias dos últimos anos, isonomia salarial e a realização de concurso público para agente de serviços gerais.

Saúde

Auxiliares e técnicos em enfermagem, além de enfermeiros, irão se reunir na próxima semana para uma assembleia, com indicativo de greve. Os agentes de saúde estão há 41 dias parados.

Prefeitura

Em nota, a Prefeitura de Betim informou que a primeira reunião referente à mesa de negociações com entidades sindicais foi agendada para o dia 2 de abril, no Centro Administrativo. “O Sind-UTE, assim como todos os outros sindicatos que representam o funcionalismo, será convocado por meio de ofício para o encontro entre as partes”, diz a nota.

Ainda de acordo com o governo municipal, a data de abertura da mesa de negociações foi definida na manhã de ontem, após uma reunião da comissão que representa os poderes Executivo e Legislativo no processo de acordo, que conta com sete secretários municipais e dois vereadores.

“Essa comissão ainda se reunirá mais duas vezes, antes da abertura da mesa, para avaliar as propostas protocoladas pelos sindicatos”, informou a nota.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave