CPI que investiga dívida de empreiteira inicia trabalhos

Membros da Comissão Parlamentar de Inquérito solicitaram à Justiça cópia do processo de cobrança de R$ 424,3 milhões; dívida foi reconhecida em 1991 por Ivair Nogueira

iG Minas Gerais | Da redação |

Origem

A dívida com a construtora foi assumida em 1991, pelo então prefeito, Ivair Nogueira, mesmo sem haver documentos que comprovassem o serviço. A decisão foi acompanhada de parecer do então procurador do município, Oscar Diniz Resende.

A cobrança de R$ 424,3 milhões refere-se a obras de saneamento que a construtora alega ter realizado em Betim no início da década de 80.

De acordo com Neves, o pedido de reconhecimento da dívida foi aberto em 1989, sete anos depois do término das referidas obras que a Andrade diz ter realizado no município, quando elas já haviam prescrito há anos. “Não existem planilhas e medições que comprovem a obra. Também não foi pedida, nesse período, nenhuma perícia nos documentos. Apenas existem apressados consentimentos do prefeito da época, que atendeu a um pedido da empreiteira”.

Ivair acatou o pedido de reconhecimento da dívida no mesmo dia, 11 de outubro de 1991, quando o requerimento da construtora foi oficializado pelo representante da Andrade Gutierrez Caio Brandão.

Procurada, a construtora não se pronunciou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave