Humor como resposta ao movimento

iG Minas Gerais |

A Marcha da Família, programada para acontecer amanhã, tem sido alvo de críticas nas redes sociais nos últimos dias. Diversos eventos foram criados no Facebook com respostas bem-humoradas ao grupo, que, na interpretação de algumas pessoas, quer retornar com a “ditadura militar” no país.

Em Belo Horizonte, por exemplo, um professor criou o evento “Marcha pela Família Addams”. Nele, é programado também para amanhã um ato irônico na capital mineira. Apesar das mais de 370 confirmações, o “protesto” deve ficar apenas no mundo virtual. Evento com o mesmo nome foi criado no Rio de Janeiro. “É simbólico. E uma forma de protesto legítima e pacífica contra todo tipo de preconceito”, informa a descrição da página. (IL/TT)

Quem participou

Adesão. Vários grupos sociais, incluindo o clero, o empresariado e os setores políticos conservadores apoiaram a Marcha da Família em 1964. Lideranças. Naquele ano, o movimento foi organizado por grupos como a Campanha da Mulher pela Democracia (CAMDE), a União Cívica Feminina (UCF), dentre outros, e teve apoio também da Federação das Indústrias de São Paulo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave