Pesquisa aponta que preço de peixes pode variar 200%

Segundo o Mercado Mineiro, valor do produto subiu cerca de 30% ante 2013

iG Minas Gerais | José Augusto |

Procura. 
Vendas de peixes aumentam bastante durante a Quaresma
Nelson Batista
Procura. Vendas de peixes aumentam bastante durante a Quaresma

Quem substitui a carne vermelha por peixe durante a Quaresma já percebeu que o preço desse produto está um pouco mais salgado em relação ao mesmo período do ano passado. No caso de alguns pescados, como a traíra e a tainha, por exemplo, o valor está cerca de 30% mais caro, conforme apontou levantamento do site Mercado Mineiro.

E, para conseguir o melhor preço, o ideal é pesquisar. Segundo o estudo, a variação de valor pode chegar a até 226%, como é o caso da sardinha, cujo quilo pode ser encontrado de R$ 6 a R$ 19,59.

Em Betim, quem frequenta os supermercados e os açougues já percebeu esse cenário. “O bacalhau também está pesando mais no bolso”, reclamou a dona de casa Maria Aparecida de Oliveira.

A funcionária pública Simone Oliveira diz que compra peixe semanalmente. “Eu prefiro quando está fresco, não gosto de congelar. No entanto, vi que o preço está um pouco mais alto neste ano”, disse.

“Durante a Quaresma, as vendas aumentam cerca de 30%. Na Semana Santa, praticamente vendemos o dobro”, disse o gerente Adilson Cândido.

Ainda de acordo com o levantamento do Mercado Mineiro, o salmão pode ser encontrado custando entre R$ 22,90 e R$ 55, diferença de 140%. Já o bacalhau Saithe, um dos mais tradicionais, teve variação de 102%, com o preço mínimo de R$ 22,11, e o valor máximo de R$ 44,80 o quilo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave