Servidoras relatam assédio moral de servidor

Muitas denúncias surgiram após a saída de Léo e Carlão da prefeitura, durante o período em que Waldir Teixeira (PV) cumpria sua função de prefeito em exercício

iG Minas Gerais | Da redação |

Alertado por uma série de denúncias recebidas por órgãos de controle do município, dentre eles a Ouvidoria e a Controladoria, o prefeito Carlaile Pedrosa (PSDB), preocupado com a gravidade das mesmas, demitiu Léo Contador (DEM) no último dia 14 de janeiro, um dia antes de se licenciar para cirurgia cardíaca. Ele também demitiu seu ex-locutor Carlos Clarindo de Souza, que era contratado em cargo de confiança na extinta Superintendência de Eventos.

Porém, muitas denúncias surgiram após a saída de Léo e Carlão da prefeitura, durante o período em que Waldir Teixeira (PV) cumpria sua função de prefeito em exercício.

Servidoras ouvidas pela reportagem, que pedem anonimato, também atribuem a Carlão atitudes de assédio moral. Outra funcionária diz ter sido sequestrada dentro da Secretaria de Assistência Social (Semas) por uma quadrilha armada. A secretaria também estaria sendo usada para “esquentar campanhas de candidatos a deputados”.

Um dos citados pela servidora é o vereador Welinton Abreu, o Sapão (PSB), apoiado, ostensivamente, por Léo Contador. Ao sair da secretaria, Léo alegou que se afastaria do cargo para disputar uma vaga a deputado federal em “dobradinha” com Sapão. Para alimentar esse esquema eleitoral, muitas pessoas também teriam sido contratadas através de convênios da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Denúncias sobre essas irregularidades já estão com o controlador Davson Prado, nomeado por Carlaile após substituir Robspierre Miconi Costa, responsável por investigar as irregularidades. O novo controlador-geral do município, que também já foi contador de empresas de Carlaile e de seu irmão, Ciro Pedrosa, não retornou as ligações.

Sem resposta. A reportagem tentou falar, por telefone, com o vereador Léo Contador e com o ex-servidor Carlão, porém, eles não retornaram as ligações.

Leia tudo sobre: politicadenúnciabetim