Polícia realiza treinamento antiterrorismo no Mané Garrincha

Atividade contou com a participação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar e da Divisão de Operações Especiais (DOE) da Polícia Civil

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Estádio será palco de sete jogos na Copa do Mundo
Agência Brasil
Estádio será palco de sete jogos na Copa do Mundo

O Estádio Mané Garrincha, em Brasília, palco de sete partidas na Copa do Mundo, foi aberto nesta quarta-feira para um treinamento antiterrorismo. A atividade, que contou com a participação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar e da Divisão de Operações Especiais (DOE) da Polícia Civil do Distrito Federal, simulou situações de terrorismo no local.

No total, o exercício no estádio reuniu 60 policiais e teve a duração de 15 minutos. As simulações ocorreram sob supervisão de agentes da polícia da Alemanha, país-sede da Copa do Mundo de 2006.

Na primeira simulação, um cinegrafista foi atacado. Integrantes do Bope fizeram, então, um trabalho de imobilização do suposto agressor. Além disso, policiais treinaram a entrada ao gramado usando técnicas de rapel, a partir de um helicóptero.

Outra situação ocorreu no treinamento: o resgate de uma autoridade ameaçada no começo de um jogo. Neste momento, atiradores de elite entraram em ação. Uma escolta também foi realizada.

As atividades desta quarta fazem parte do convênio firmado entre as forças policiais do Brasil e da Alemanha para a troca de experiências. O primeiro trabalho ocorreu em outubro do no passado, quando 10 policiais civis e militares do Distrito Federal foram a Hannover participar de um treinamento.

"A Alemanha é o berço das operações especiais, que começaram justamente com os atentados em Munique (em 1972, durante a Olimpíada)", disse o tenente do Bope Rogério Nogueira. "Além disso, o país recebeu a Copa de 2006 e desenvolveu ações específicas para os estádios."

Além de três confrontos das finais da Copa (oitavas, quartas e decisão do terceiro lugar), o Mané Garrincha receberá quatro partidas da primeira fase. No dia 15 de junho, Suíça e Equador se enfrentam no local. Quatro dias depois, será a vez de Colômbia e Costa do Marfim medirem forças. Depois, no dia 23, o Brasil joga contra Camarões. Por fim, Portugal e Gana jogam no dia 26 de junho.

Leia tudo sobre: Copa do Mundofutebolesportemane garrinchaestadio