Thiago Ribeiro promete Santos ofensivo contra Palmeiras

Certeza do jogador, no entanto, contrasta com a possibilidade levantada por Oswaldo de Oliveira de mudar o esquema tático

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Thiago Ribeiro espera um jogo difícil contra o
Ivan Storti/Santos
Thiago Ribeiro espera um jogo difícil contra o "forte e compacto" sistema defensivo do Timão

O empate por 3 a 3 diante do Rio Claro no último domingo deixou o técnico Oswaldo de Oliveira preocupado com o sistema defensivo do Santos. Se por um lado a equipe tem o melhor ataque do Campeonato Paulista disparado, com 37 gols marcados, tem sofrido muitos gols, como os três diante do Rio Claro e os quatro na derrota por 4 a 1 para o Penapolense. Apesar disso, o atacante Thiago Ribeiro garante que o estilo ofensivo será mantido para o clássico diante do Palmeiras, domingo, na Vila Belmiro, pela última rodada.

"Vamos jogar da mesma maneira, principalmente dentro da Vila. Vamos jogar atacando, fazendo os gols. O Palmeiras tem uma grande equipe, vem bem no campeonato, mas nosso estilo de jogo vai ser o mesmo, independente de ser o clássico. Jogamos assim independente do adversário. Vamos procurar nos impor, sufocando o Palmeiras. Temos jogado assim e vai dando certo, não podemos mudar a nossa maneira de jogar", disse, nesta quarta.

A certeza do jogador, no entanto, contrasta com a possibilidade levantada por Oswaldo de Oliveira de mudar o esquema tático. O treinador admitiu que pode promover a entrada do volante Alison entre os titulares na vaga de um dos atacantes, provavelmente Gabriel. O próprio Thiago Ribeiro admitiu a preocupação com os gols que o Santos vem levando.

"Temos que procurar diminuir as chances do adversário. Contra o Rio Claro e, por exemplo, o Penapolense, quando tomamos quatro gols e perdemos, acabamos concedendo muitas ocasiões para o adversário. Na Vila eles não podem criar muitas chances de gol. Estamos fazendo um grande campeonato porque fazemos muitos gols e damos poucas chances ao adversário", opinou.

Para melhorar o setor defensivo, o jogador sabe a receita: mais atenção na marcação em jogadas de bola parada. "Precisa corrigir algumas coisas. Estamos tomando vários gols de bola parada, que decidem jogos. Sem dúvida temos que melhorar a bola parada defensiva, é o detalhe principal, crucial. É algo que preocupa daqui para frente."