Ferrero Rocher anuncia investimento de R$ 200 milhões em Minas

A decisão do aumento da estrutura em Poços de Caldas foi motivada pela necessidade de acompanhar o constante crescimento de demanda por chocolates Premium no Brasil

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Diretor geral da Ferrero do Brasil e Cone Sul, Carlos Magan
Fotos: Renato Cobucci / Imprensa MG
Diretor geral da Ferrero do Brasil e Cone Sul, Carlos Magan

 A Ferrero Rocher anunciou, nesta quarta-feira (19), que irá investir mais de R$ 200 milhões na duplicação da unidade da empresa, instalada em Poços de Caldas.

O anúncio do investimento foi feito pela diretoria geral da empresa ao vice-governador de Minas Gerais, Alberto Pinto Coelho, e à secretária de Desenvolvimento Econômico, Dorothéa Werneck, que participaram do evento, promovido pela Embaixada da Itália no Brasil, com apoio da Câmara Italiana, em que foi apresentado, pela primeira vez no País, o “Relatório Anual de Responsabilidade Social Corporativa do Grupo Ferrero”.

O evento contou ainda com a presença do embaixador da Itália no Brasil, Rafaelle Trombetta, e do presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG), Olavo Machado.

A decisão do investimento foi motivada pela necessidade de acompanhar o constante crescimento de demanda por chocolates Premium no Brasil. De acordo com o diretor geral da Ferrero do Brasil e Cone Sul, Carlos Magan, o aporte será o maior já realizado pela subsidiária brasileira desde o início de suas atividades no país há 20 anos.

Presente em Minas, no município de Poços de Caldas, desde 1997 a Ferrero Rocher terá sua capacidade de produção duplicada e irá desenvolver novas linhas de produtos, como Kinder e Tic Tac, ampliará as linhas existentes de Nutella e Ferrero Rocher, além de contar com um novo centro de distribuição com 17 mil posições-palets, o que permitirá maior eficiência a suas operações e no atendimento aos clientes.

Para o vice-governador Alberto Pinto Coelho, o anúncio de expansão da fábrica "demonstra a renovação da confiança da empresa no potencial e na economia do Estado e confirma a determinação do Governo em criar as condições para iniciativas que contribuam para o desenvolvimento do setor e para a geração de oportunidades e empregos de qualidade".

“O Brasil é considerado estratégico para a Ferrero. E esse investimento nos permitirá acompanhar o crescimento na demanda por produtos de qualidade superior”, afirmou Carlos Magan, responsável pelas operações da Ferrero no Brasil e Cone Sul. Segundo ele, "Minas Gerais concentrará a produção e distribuição da Ferrero no Brasil".

A ampliação da unidade será responsável pela geração de mais de 100 empregos diretos e 300 temporários para atender demanda sazonal de Páscoa, além de centenas de empregos indiretos. O projeto deverá estar totalmente concluído até 2015. A produção da Ferrero de Poços de Caldas é destinada tanto ao atendimento do mercado interno quanto à exportação. Ao mesmo tempo, determinadas linhas de produtos não fabricados no Brasil são enviadas para a fábrica de Poços de Caldas, gerando um fluxo constante de exportação e importação de produtos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave