Fifa nega recurso e mantém defensor croata Simunic fora da Copa

Jogador foi punido por proferir um cântico considerado fascista após a classificação da Croácia para o Mundial do Brasil

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Cântico fascista de Simunic custou caro
DAILY MAIL/REPRODUÇÃO
Cântico fascista de Simunic custou caro

Adversária da seleção brasileira na partida de abertura da Copa do Mundo, a Croácia não poderá mesmo contar com o zagueiro Josip Simunic no torneio. Nesta quarta-feira, a Comissão de Recursos da Fifa rejeitou a ação do jogador contra a suspensão de dez jogos, que foi imposta em dezembro do ano passado.

Simunic foi punido por proferir um cântico considerado fascista após a classificação da Croácia para a Copa do Mundo, em Zagreb, no dia 19 de novembro de 2013, ao superar a Islândia, na repescagem das Eliminatórias Europeias. O jogador, então, foi punido, mas ainda tinha esperanças de reverter a punição, mas não teve êxito no seu recurso.

A manutenção da suspensão de dez jogos imposta a Simunic vai deixá-lo fora da Copa do Mundo e também pode marcar o fim da sua passagem pela seleção da Croácia. Afinal, o zagueiro já está com 36 anos e, além dos compromissos no Mundial do Brasil, terá que cumprir o restante da pena nas Eliminatórias da Eurocopa de 2016.

Além de Simunic, a Croácia terá outro desfalque na partida de abertura da Copa do Mundo. O atacante Mario Mandzukic vai cumprir um jogo de suspensão exatamente no duelo com a seleção brasileira, marcado para o dia 12 de junho, no Itaquerão.