Consumidor já compra gerador

iG Minas Gerais |

Com receio de ficar com pouca energia, já tem consumidor comprando gerador em lojas especializadas. “A procura começou em dezembro do ano passado”, conta o técnico do departamento de compras da Loja Elétrica, Herbert Abreu.

De acordo com ele, nos primeiros 18 dias de março, a venda do equipamento na loja, localizada em Belo Horizonte, já foi maior que de todo mês de fevereiro. “E em fevereiro vendi o dobro de janeiro. As vendas estão crescendo mês a mês. Já tem gente preocupada com o racionamento de energia”, disse.

Ele explicou que o gerador de energia mais procurado é encontrado a partir de R$ 410. “Com um tanque de gasolina, usando toda a sua potência, que é de 1.000 watts, é possível garantir quatro horas de energia diárias”, observa.

Há vários tipos de equipamentos. De acordo com ele, quanto maior a potência, mais aparelhos podem ser ligados simultaneamente.

Para Abreu, o governo deveria ter incentivado a microgeração, com linhas de crédito atrativas.

E os especialistas afirmam que o governo, além de investir, já deveria ter estimulado a população, desde o fim de 2013, a economizar. “Seria uma atitude honesta e preventiva”, frisa o consultor de energia Rafael Herzberg, que reclama que faltou planejamento do governo federal.

Ele afirma que, para atender o mercado, os investimentos necessários seriam da ordem de US$ 10 bilhões a US$ 15 bilhões por ano. “Só que a nossa realidade é que em torno de 40% dos projetos do setor elétrico estão atrasados. Para ter equilíbrio, a oferta de energia deveria crescer, pelo menos, 5% ao ano”, analisa. (JG)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave