Alberto terá carta branca para montar novo secretariado

Anastasia vai exonerar primeiro escalão um dia antes de sair

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda |

Anastasia diz que estará “disponível para eventual candidatura”
Omar Freire / Imprensa MG
Anastasia diz que estará “disponível para eventual candidatura”

O governador de Minas, Antonio Anastasia (PSDB), confirmou ontem que pedirá exoneração do comando do Estado em 4 de abril. Um dia antes de deixar o Executivo, o tucano vai assinar um último ato de governo: a exoneração de todos os secretários de Estado.

O objetivo, de acordo com Anastasia, é deixar o caminho livre para o futuro chefe de Estado, o vice-governador Alberto Pinto Coelho (PP), definir a nova divisão partidária que estará à frente da Cidade Administrativa.

Anastasia afirmou em coletiva que sairá do Executivo dentro do prazo de desincompatibilização definido pela Justiça Eleitoral. Segundo ele, apesar de seu “primeiro esforço” ser trabalhar na pré-campanha de Aécio como formulador do programa de governo do tucano, estará “disponível para uma eventual candidatura ao Senado”.

“Ninguém é candidato de si mesmo, especialmente em uma chapa majoritária. Isso decorre de uma composição política”, afirmou. A declaração confirma a estratégia do PSDB, mostrada ontem por O TEMPO, de deixar as vagas de vice e de senador em aberto até o meio do ano com o objetivo de manter as negociações com os partidos aliados. “Não há definição sobre vice e Senado. Estamos conversando. Existem nomes cogitados”, completou o governador.

A exoneração dos secretários, incluindo aqueles que não serão candidatos neste ano, também é uma forma de o PSDB trabalhar apoios nas eleições deste ano. Apesar da saída natural de alguns nomes, como o do atual Secretário de Saúde, Alexandre Silveira (PSD), cotado para a primeira suplência do Senado, a troca no comando das pastas poderá abrir mais espaços no governo para partidos aliados que apoiarão o cabeça de chapa ao governo, Pimenta da Veiga.

Ao menos três siglas já se encontraram com Anastasia para negociar novos espaços na administração estadual: PDT, PTB e PR.

Adesão. Anastasia é considerado hoje um nome estratégico para a eleição de Aécio à Presidência da República, já que está desde 2010 no comando de Minas, fazendo do Estado vitrine para o presidenciável. Ontem, o governador declarou que é o apoiador número um de Aécio e que vai trabalhar “como for preciso” para elegê-lo.

Além de coordenar o programa de governo, Anastasia também deverá participar de encontros com o empresariado e de viagens. “Claro que a minha especialidade é nas questões ligadas à gestão. Mas isso (participar de encontros com setores) faz parte”, justificou, aproveitando para fazer críticas ao governo da presidente Dilma Rousseff.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave