Mineira Tenco vai construir 32 shopping centers até 2016

Empresa lança neste mês um mall em Varginha, no Sul de Minas, e fecha o ano com 17 unidades

iG Minas Gerais | Helenice Laguardia |

Foco. O presidente da Tenco, Eduardo Gribel, diz que as cidades do interior são as novas apostas para abrigar os centros de compras
Elderh Theza / Tenco
Foco. O presidente da Tenco, Eduardo Gribel, diz que as cidades do interior são as novas apostas para abrigar os centros de compras

No próximo dia 26, a mineira Tenco Shopping Centers lança mais um mall, de R$ 120 milhões, desta vez, em Varginha, no Sul de Minas Gerais, de 25 mil m² de Área Bruta Locável (ABL). Ele terá 180 lojas e será inaugurado em 2015. “É um shopping regional que vai abranger a região de Três Corações, Alfenas, Elói Mendes e uma série de cidades no entorno de Varginha. Será como os grandes shoppings do Brasil”, explica o presidente da Tenco, Eduardo Gribel. O centro de compras em Varginha é mais um que a companhia, com 26 anos e faturamento de R$ 75 milhões em 2013, vai acrescentar ao portfólio até atingir os 32 shoppings em 2016 em diversos pontos do país.

“Neste ano, vamos fechar com nove shoppings prontos e inaugurados e estamos com oito em construção. Então, terminaremos este ano com 17 shoppings”, calcula Gribel. Para isso, serão investidos R$ 280 milhões de recursos próprios da empresa e outros R$ 400 milhões de financiamento bancário. “Então, vamos investir quase R$ 700 milhões neste ano”, informa Gribel.

Atualmente, a Tenco desenvolve, administra, comercializa e é investidora de shoppings. Foi a partir da construção do Ponteio Lar Shopping, em Belo Horizonte, que ela diversificou a atuação.

Os recursos da Tenco vêm de um fundo de investimentos de onde foram captados R$ 1 bilhão. “É o que estamos gastando ano a ano até 2016, e juntamos a isso financiamentos imobiliários. Temos como parceiro o Bradesco, que complementa para fazermos todos esses shoppings”, explica.

Agora, Gribel conta que o trabalho é de investimento até o melhor momento para a Tenco realizar o primeiro lançamento de ações no mercado, o IPO – Oferta Pública Inicial. “O ano-alvo é 2016. Pode acontecer um pouco antes ou um pouco depois. Talvez no fim do ano que vem, se tiver uma janela no mercado, se a Bolsa melhorar”, avisa.

Enquanto isso não acontece, Gribel está satisfeito com os resultados de 2013. Investiu R$ 300 milhões de capital próprio e outros R$ 400 milhões de financiamentos, e a Tenco completou 25 anos. “Foi um marco importante porque também comemoramos dois anos desde o início do nosso fundo de private equity e uma associação com o Pátria Investimentos, o administrador do fundo, em São Paulo”, avalia o empresário.

Se 2014 vai ser um ano bom, o presidente da Tenco está certo que sim. “Estamos num momento muito bom e temos um plano de negócios que estamos realizando desde 2011 com a meta de atingir 32 shoppings”.

Grandes números

475.600 m² de Área Bruta Locável (ABL) já foram construídos pela Tenco em 26 anos

R$ 1 bilhão foi a captação feita pelo fundo de investimentos que a Tenco possui

R$ 700 mi foi o aporte em 2013

R$ 300 mi de capital próprio e R$ 400 mi financiados

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave