A voz da Massa

iG Minas Gerais |

Saudações alvinegras! O jogo de hoje é daqueles em que o Galo deve fazer valer a máxima “caiu no Horto, tá morto”. Logo mais, contra o Nacional, é vencer ou vencer, carimbar de vez a classificação antecipada e seguir na busca da melhor campanha da primeira fase. E algo me diz que, hoje, o CAMpeão da América vai fazer a sua melhor apresentação na temporada. Autuori prometeu isso no jogo passado, o que não aconteceu, mas eu sinto que será hoje. Os jogadores sabem que estão devendo uma grande apresentação, pois, acredite, jogador também se cobra, sabe quando está em débito com o time e com a torcida. Por essa razão, eu acho que eles entrarão em campo para fazer um ótimo jogo e quitar essa dívida. Clima para isso não vai faltar, pois teremos casa cheia, atmosfera de decisão e apoio total da nação alvinegra. Aliás, só falta uma coisa: vai pra cima deles, Galo! Avacoelhada Apesar da improdutiva e ineficiente pré-temporada, o América demonstrou capacidade de evolução, durante a primeira fase do Mineiro. Nas rodadas iniciais, o time americano apresentou defeitos táticos, técnicos e físicos, em todos os setores. Faltou, principalmente, qualidade na criação das jogadas, devido aos excessivos erros de passes. Após a contratação do Moacir Júnior e as escalações do Elsinho, Renato Santos, Diego, Tchô e Ricardinho, o número de passes certos, a competitividade e combatividade aumentaram progressivamente. Com a valorização da posse de bola e velocidade na transição, mais oportunidades foram criadas e aproveitadas. Embora ainda necessite de ajustes, afinal a melhoria precisa ser contínua, as virtudes começaram a superar os defeitos. Jogar com paixão por vencer será fundamental na superação do próximo desafio. A voz Celeste Nesta semana estamos em preparação para a batalha de amanhã, contra o Defensor. Não vou cansar de falar do papel fundamental da nação celeste. Temos que lotar o Mineirão e incentivar do começo ao fim. Estive na Toca da Raposa ontem, como sempre faço antes de jogos decisivos. Conversei com alguns jogadores e senti a vontade deles de vencer. Não tenho dúvida da vitória, o grupo está unido e empenhado. Tenho que repassar para vocês e queria que todos estivessem comigo, mas infelizmente a Toca da Raposa não caberia. Estive na Toca representando vocês, passando os recados que vocês queriam dar. Voltei tranquilo, carregando no peito a certeza da vitória e da classificação à próxima fase. Vi o garoto Lucas Silva com alegria de quem estava começando, mas falando como um veterano. Estamos no caminho certo, vamos rumo ao tri da Libertadores.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave