Homem mata companheiro e joga corpo em lote vago no Santa Mônica

O crime aconteceu há dias, mas o corpo só foi encontrado na madrugada desta terça depois que o próprio autor do crime contou a duas testemunhas o que tinha feito

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Um catador de materiais recicláveis foi preso nesta terça-feira (18) pela morte do companheiro, no bairro Santa Amélia, região da Pampulha em Belo Horizonte. O corpo da vítima foi encontrado em um lote vago embrulhado em um saco plástico.

De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar (PM), Marlon Bruno Silva, 22, teria contado a duas pessoas que havia matado um homem há alguns dias. As testemunhas não acreditaram mas foram ao local indicado pelo suspeito, onde realmente estava embrulhado em uma sacola o corpo do também catador de materiais recicláveis Marcelo de Souza, 39.

As testemunhas acionaram a polícia e Marlon fugiu, mas foi encontrado pouco depois após um rastreamento da PM. O suspeito confessou o crime e disse que conheceu Marcelo há cerca de uma semana, trabalhando como catador de materiais recicláveis. Os dois começaram um relacionamento mas um dia, quando Marlon saiu para conversar com outro homem, também homossexual, que o havia chamado, Marcelo teria o surpreendido pela costas, tentando o esfaquear.

Neste momento, ainda segundo Marlon, ele revidou e atingiu Marcelo com quatro golpes de pedaços de madeira na cabeça. A vítima teria caído no chão e ainda estaria respirando, segundo o suspeito. Depois disso, Marlon contou que amarrou os pés e mãos do companheiro e o enrolou em um saco plástico. Depois levou a vítima para um terreno próximo do local do crime e jogou galhos e folhas de árvore por cima.

Marlon foi detido e a polícia constatou que há um mandado de prisão em aberto conta ele. A ocorrência ainda não foi finalizada. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave