Cliente de salão não é atendida e agride cabeleireira e mãe em JF

Grupo de suspeito ainda teria depredado a casa onde as vítimas moram; agressão foi a pauladas; até o momento ninguém foi preso

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Mãe de 44 anos e filha de 25 foram agredidas e tiveram a casa onde moram depredada, na noite dessa segunda-feira (17), em Juiz de Fora, na Zona da Mata, por uma cliente do salão de beleza da jovem que ficou transtornada por não ter sido atendida.

A mulher contou à Polícia Militar (PM) que havia marcado de arrumar o cabelo de uma moça conhecida como Miquica, mas que não conseguiu honrar com o compromisso. A cliente teria ficado inconformada e teria ido à casa da cabeleireira acompanhada de seus irmãos chamados Carol, Tiquim, Tonzinho e Pablinho e teriam iniciado uma discussão com as vítimas. Em seguida, os suspeitos teriam invadido a casa da cabeleireira, na rua Major Anastácio Neto, no bairro Santa Rita de Cássia, armados com paus e agrediram ela e mãe.

Ainda, o grupo teria quebrado a porta de entrada da casa, os vidros de duas janelas e duas portas do armário da cozinha. A mãe da cabeleireira ficou inconsciente e foi encaminhada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital e Maternidade Teresinha de Jesus. Lá, a mulher foi diagnosticada com traumatismo crânio-encefálico (TCE). A jovem foi levado ao Hospital de Pronto-Atendimento (HPS) e também teve TCE, além de fratura no joelho esquerdo e um corte profundo na perna direita.

Até o momento, ninguém foi preso.  

Leia tudo sobre: agressãodepredaçãocabeleireiramãecasairmãoscliente