Louco por Ronaldinho Gaúcho

Situação irregular no país em que mora impede Giovanny de realizar o sonho de tirar foto com o ídolo

iG Minas Gerais | victor martins especial para o tempo |

Coleção. Giovanny Tocohua possui todas as camisas de jogo dos clubes pelos quais Ronaldinho passou ao longo da carreira profissional e, claro, da seleção brasileira
Giovanny Tocohua / Arquivo Pesso
Coleção. Giovanny Tocohua possui todas as camisas de jogo dos clubes pelos quais Ronaldinho passou ao longo da carreira profissional e, claro, da seleção brasileira

O Atlético lançou sua nova camisa ontem, e, com certeza, três exemplares estarão em breve no Estados Unidos. Porque é lá, na cidade de San Juan Capistrano, na Califórnia, que mora o mexicano Giovanny Tocohua, talvez o maior fã de Ronaldinho Gaúcho.

Gerente de estoque de uma distribuidora, Gio já gastou aproximadamente US$ 50 mil (cerca de R$ 120 mil) em produtos relacionados ao dono da camisa 10 do Galo. A coleção, que começou em 2004, conta com camisas de jogo, chuteiras, bonecos, canecas e, acreditem, até preservativos. Enfim, qualquer coisa que tenha relação com o craque brasileiro.

“Eu comecei a gostar dele no primeiro jogo contra a Venezuela. Então, passei a segui-lo, mas a coleção começou apenas em 2004”, explicou Giovanny, que está com 27 anos.

A idolatria por Ronaldinho fez com que Gio Gaúcho, como ele se descreve no Facebook, se tornasse atleticano. Por conta disso, ele até chorou durante a Libertadores de 2013. “Eu chorei em todos os jogos, porque nós quase perdemos algumas vezes. Mas acreditei e sempre apoiei até o fim. E não será diferente em 2014. Vou apoiar Ronaldinho para ganhar a Libertadores e a Copa.”

Apesar do alto valor já investido, Giovanny ainda busca um item especial: uma foto ao lado do craque. Nascido em Ciudad Mendonza, Gio Tocohua encontra um problema para chegar perto do craque, já que tem não a documentação necessária para deixar os Estados Unidos.

Por conta disso, ele viu Ronaldinho ao vivo apenas uma vez, num amistoso entre Milan e Los Angeles Galaxy, em 2009, em Los Angeles, que terminou empatado em 2 a 2.

Ronaldinho e Atlético estiveram perto em 2013, em Tijuana, mas Giovanny não teve como atravessar a fronteira. Por isso, ele tenta se regularizar para, em breve, vir ao Brasil para ver o Atlético no Independência e, enfim, conseguir realizar seu maior sonho. “Quando eu encontrá-lo, posso morrer em paz”, sentenciou o fanático por R10.

Louco por R10 

86 Camisas de jogo fazem parte da coleção de Giovanny.

65 Chuteiras todas com a marca R10 e da patrocinadora do craque.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave