Caminhos de Minas reforça bases aliadas em ano eleitoral

Cerimônia para anúncio da contratação do projeto e abertura de licitação vira palanque

iG Minas Gerais | Guilherme Reis |

undefined

Enquanto a presidente Dilma Rousseff (PT) vive momento de atrito com deputados de sua base de sustentação em Brasília, o governo estadual contempla seus apoiadores com a aprovação de obras em rodovias do programa Caminhos de Minas. Na última cerimônia para anúncio da contratação de projetos e da abertura de licitação para obras em 91 estradas, o viés eleitoral foi tão explícito que a carta com o objetivo de convidar os parlamentares continha o termo “municípios beneficiados de sua base política”.

Importantes cabos eleitorais das eleições de 2014, os deputados estaduais e federais mineiros começaram a ser agraciados pelo Executivo. Uma das principais moedas políticas do governo estadual é garantir que diversas cidades de todas as regiões do Estado sejam contempladas com as obras do programa Caminhos de Minas, que tem a premissa de melhorar a malha rodoviária e a logística dos municípios.

Não basta apenas a operacionalização do programa por medidas administrativas. As ações de governo são anunciadas em eventos com a presença de prefeitos e parlamentares.

Foi o que aconteceu na última quinta-feira, quando o Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa, recebeu centenas de apoiadores políticos para assistir o governador Antonio Anastasia (PSDB) anunciar a autorização da abertura de licitações de obras de asfaltamento e melhorias em 37 trechos, com o investimento de R$ 2,04 bilhões. No mesmo evento ainda foi anunciada a ordem para início da elaboração de projetos de engenharia para 54 trechos, correspondentes a R$ 80 milhões de custo.

Além da pompa oficial, a Secretaria de Governo enviou aos parlamentares um convite para a cerimônia que aponta para uma das motivações do evento. A carta serviu para indicar aos deputados quais cidades de suas bases eleitorais seriam beneficiadas. “Abaixo os municípios beneficiados de sua base política”, dizia o convite, que ainda indicava o tamanho dos trechos a serem asfaltados. O documento é assinado pelo secretário de Governo, Danilo de Castro (PSDB).

Twitter. Alguns parlamentares divulgaram o conteúdo da carta no Twitter por meio de foto, como o deputado estadual João Vítor Xavier (PSDB) e o deputado federal Jaime Martins (PSD).

Tratamentos

Paz. Na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), a base aliada do governador Antonio Anastasia se mantém fiel. Em troca, os deputados têm as cidades em que são votados contempladas. A bancada do PMDB, que em tese é oposição, está dividida. Guerra. Na Câmara dos Deputados, Dilma enfrenta fogo amigo. O PMDB, principal sigla de sustentação do governo federal, e outros partidos que têm espaço na gestão petista, como o PP, o PDT e o PR, criaram um blocão para pressionar o governo.

Resposta

Governo. A reportagem pediu explicações ao governo sobre o texto da carta enviada aos deputados federais e estaduais. Até o fechamento da edição, nenhuma resposta foi dada.

“A sociedade precisa repensar a maneira como recebe os programas de governo. As ações ganham conotação de presente, mas na verdade, o governo está cumprindo sua obrigação com eleitor” Domingos Sávio PSDB

Deputado federal

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave