“Pedacinho de Chão” marca volta de diretor

Luiz Fernando Carvalho dirige nova trama das 18h com elenco de 20 atores

iG Minas Gerais |

Fábula. Antonio Fagundes é um dos protagonistas da trama que vai substituir “Joia Rara”
TV Globo/Divulgação
Fábula. Antonio Fagundes é um dos protagonistas da trama que vai substituir “Joia Rara”

São Paulo. Na TV aberta, a dramaturgia se perdeu em meio a locações pelo mundo, cenas com “eu te amo” são filmadas do mesmo jeito que as de ação ou de sexo e crianças falam como se fossem adultos. O diagnóstico acima de Luiz Fernando Carvalho não é positivo, mas o diretor está otimista por mudar esse quadro com “Meu Pedacinho de Chão”, nova trama que marca seu retorno às novelas da Globo. A última foi “Esperança”, exibida em 2002.

“As pessoas esqueceram o que é dramaturgia. Criam mil personagens, gravam em cinco lugares do mundo, mas o que importa mesmo é ter uma boa história para contar e nem sempre a TV tem isso. A essência se perde nessas grandiosidades”, critica o diretor de 53 anos.

Carvalho tem carta branca da Globo para fugir das mesmices da TV contemporânea. “Temos de tentar fazer diferente desse processo robotizado que tomou conta das novelas, nas quais uma cena em que se diz ‘eu te amo’ é gravada do mesmo jeito que uma de sexo e uma de ação”, afirma o diretor. “‘Eu te amo’ é ‘eu te amo’, com o brilho nos olhos que uma cena dessas precisa. É isso que pretendo resgatar”.

Para isso, escalou um “petit comité” com apenas 20 atores (“Salve Jorge” teve quase cem) e programou cerca de cem capítulos (metade de uma trama convencional). O diretor mantém o modo de produção habitual de seus projetos na TV: atores, figurinistas, costureiras, camareiras e câmeras trabalhando em um processo coletivo, em um grande galpão na Globo.

Luiz Fernando Carvalho é conhecido por trabalhos com visual cinematográfico e ares artesanais. Longe das novelas, ele se dedicou a séries (“Hoje é Dia de Maria”, “Capitu”, “Suburbia”) e especiais (“Alexandre e Outros Heróis”). No cinema, dirigiu o incensado “Lavoura Arcaica”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave