Corinthians só empata e está eliminado do Paulistão

O time paulistano vai apenas cumprir tabela, na próxima rodada, no jogo contra o Atlético de Sorocaba, no Estádio do Pacaembu.

iG Minas Gerais | Agência Estado |

O Corinthians está eliminado matematicamente do Campeonato Paulista. A equipe do Parque São Jorge apenas empatou neste domingo, por 0 a 0, com o Penapolense, na cidade de Penápolis, e com a vitória do Ituano sobre o São Paulo por 1 a 0, no Estádio do Morumbi, deu adeus à competição.

Com o empate na penúltima rodada da fase classificatória, o alvinegro, que jogou no interior com camisa amarela, chegou aos 21 pontos ganhos no Grupo B do Paulistão. À frente do Corinthians ficaram o líder Botafogo de Ribeirão Preto, com 28 pontos, e o Ituano, com 25.

Na próxima rodada, o time da capital apenas cumprirá tabela na partida contra o Atlético de Sorocaba, no Estádio do Pacaembu. O Penapolense, que já estava classificado para a próxima fase, jogará contra o Ituano fora de casa.

O JOGO - Com a necessidade da vitória, o Corinthians contou com duas novidades importantes em relação ao clássico que perdeu para o São Paulo na rodada anterior. Na lateral esquerda, recuperado de um problema no púbis, Fábio Santos retomou a titularidade. No meio, Jadson foi o jogador no qual o técnico Mano Menezes depositou a esperança de a equipe voltar a jogar bem.

Sob o forte calor de Penápolis, as equipes criaram poucos momentos de emoção no primeiro tempo. Com uma boa marcação da equipe da casa, o Corinthians teve dificuldades para chegar ao campo de ataque.

Mesmo assim, o primeiro lance de maior perigo do jogo foi gerado pela equipe da capital paulista. Aos 12 minutos, o meia Jadson levantou a bola na área e obrigou o goleiro Samuel a desviar a bola para escanteio quando os zagueiros corintianos Cléber e Gil chegavam para cabecear para o gol. O Penapolense respondeu aos 15, quando Alexandro, de cabeça, obrigou o goleiro Cássio a fazer uma importante defesa.

Depois do tempo técnico concedido pelo juiz por causa do calor, aos 29, a situação não mudou muito. Tudo porque as equipes continuavam com um jogo truncado e sem grandes lances de emoção.

Mais perto dos 40 minutos, com alguns lances isolados de Jadson e Romarinho, o Corinthians até tentou chegar com maior ímpeto ao ataque. O retrato do primeiro tempo foi, no entanto, de um jogo feio e fraco tecnicamente.

SEGUNDO TEMPO - Sem mudanças na volta, a etapa complementar começou com mais emoção, já que o Penapolense criou dois lances de perigo logo nos primeiros minutos. Aos 2, Guaru cobrou uma falta que desviou na barreira e assustou o goleiro Cássio. Aos 3 na cobrança de escanteio, depois de um desvio de Romarinho, a bola bateu na trave corintiana.

O Corinthians respondeu aos 7, desta vez com Romarinho levando perigo do lado correto. Após cobrança de falta de Jadson, o atacante cabeceou a bola para o chão e ela passou com perigo acima do travessão de Samuel.

Aos 15 minutos, Mano Menezes decidiu colocar o Corinthians mais para frente. Ele retirou o volante Bruno Henrique para a entrada do meia Renato Augusto. Aos 18, foi a vez de Fabio Santos, sem ritmo de jogo, dar lugar ao lateral Uendel.

Com as substituições, o time paulistano ganhou mais terreno e ficou com maior posse de bola. Faltava, porém, um lance mais agudo de gol para abrir o placar. Aos 26, Renato Augusto arriscou chute de fora da área, mas o goleiro Samuel agarrou firme e sem rebote. Aos 29, Jadson cobrou falta, mas a bola passou acima do travessão, sem perigo para o Penapolense, que parou de atacar. Aos 31, o zagueiro Jaílton derrubou o lateral corintiano Uendel na área, mas o juiz mandou seguir, irritando a torcida alvinegra.

Ciente do cada vez mais claro domínio corintiano, o técnico Narciso tirou o volante Washington para a entrada do zagueiro Luiz Gustavo. A substituição não impediu que os corintianos continuassem a atacar, especialmente com os chutes fortes de Renato Augusto.

Entretanto, aos 37, o Penapolense quase abriu o marcador num contra-ataque, que teve o lateral Rodnei cara a cara com Cássio, mas um desvio salvador da zaga corintiana evitou o gol. Aos 41, Renato Augusto voltou a chutar forte de fora da área e quase fez um golaço, impedido por uma brilhante defesa de Samuel.

Já com os nervos à flor da pele, o Corinthians teve uma baixa aos 45 minutos, já que o zagueiro Cléber foi expulso. Ele já tinha cartão amarelo e recebeu o vermelho depois de uma falta dura em Guaru.

Após a expulsão, o Penapolense teve duas oportunidades de gol, mas não marcou. Ao Corinthians, atual campeão paulista, restou a tristeza pela eliminação na primeira fase desta edição do torneio estadual.